SURTO IMINENTE - 13/06/2018 - 15:49

Sergipe tem 59 municípios com alto risco de infestação por Aedes



Da redação, AJN1

O Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou nesta quarta-feira (26), o terceiro LIRAa (Levantamento Rápido do índice de Infestação por Aedes Aegypti) de 2018. O resultado aponta que, dos 75 municípios, 11 estão na lista de situação de alto risco e 48 para médio risco, totalizando 59 municípios em situação de risco. Apenas 16 apresentaram baixo risco de infestação.

Os municípios que estão na situação de alto risco (quando o índice de infestação é igual ou superior a 3,9%) são: Capela (4,6%), Carira(4,3%), Feira Nova (8,5%), Nossa Senhora das Dores (4,3%), Pedrinha (4,6%), Poço Verde (5,6%), Rosário do Catete (6,4%), Salgado (6%), Simão Dias (6,7%), Tomar do Geru (5,1%) e Nossa Senhora de Lourdes (6,8%).

A gerente do Núcleo de Endemias da SES, Sidney Sá, está preocupada com essa elevação exacerbada. “Foi elevado demais o número de municípios que estão em alto risco e, sobretudo, porque o percentual de infestação foi alto. Não foi um alto risco de 4%, que é o mínimo, teve município com mais de 8% e isso é uma mostra, ou seja, se nós partirmos para todo o território do município a tendência é essa porcentagem aumentar. Se no período de temperaturas amenas estamos com índices tão elevados, imagine quando chegarmos de setembro em diante”, revela.

LIRAa

O LIRAa é realizado a cada início de ciclo epidemiológico, o que ocorre a cada dois meses. Com isso, são realizados seis LIRAas no ano, quantitativo suficiente, na avaliação de Sidney Sá, desde que os municípios mantenham com eficiência o trabalho de controle e combate ao vetor.

Feito por amostragem, o objetivo do levantamento é o de monitorar a presença do mosquito nos municípios e subsidiar os gestores no trabalho de combate ao Aedes.

No primeiro LIRAa do ano, realizado em janeiro, o levantamento apontou a existência de oito municípios em situação de risco.