DEFESA - 11/11/2017 - 09:43

Almeida Lima diz que acusação de assédio sexual é “conspiração” contra governo Jackson

 

Da redação, AJN1

O secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, gravou um vídeo nessa sexta-feira (10), ao lado de sua esposa, com o intuito de se defender e rechaçar as sérias acusações de que ele assediou sexualmente duas funcionárias. O caso veio à tona por meio do vereador Cabo Amintas, de Aracaju. O parlamentar, inclusive, divulgou um áudio onde Almeida dialoga com uma das supostas vítimas. Para Almeida, a acusação não passa de uma “conspiração contra o governo Jackson Barreto”.

“Está em curso uma campanha de difamação contra a minha pessoa e a minha honra, mas tenham certeza que, o que existe é uma conspiração contra o governo Jackson Barreto. Se eu estivesse no anonimato, e a saúde de Sergipe estivesse naquela fase do caos organizado, nada disso estaria acontecendo. O crime que estamos cometendo, na visão deles, é por estarmos dando um jeito na saúde de Sergipe. Já fizeram contra mim duas acusações, mas as vítimas não apareceram. Estão atordoados, já viajaram e estão à procura da minha relação de amizade para assumir a autoria das denúncias. Graças a Deus não tem encontrado”, defende-se o gestor, que é primo do governador e é ex-senador pelo PMDB.

Conforme Almeida Lima, os supostos conspiradores foram à procura de uma pequena comerciante, mas ela não se prestou ao papel. “Até uma psicóloga foi à procura de uma outra amiga, uma pessoa do meu relacionamento, que vez ou outra liga para mim para pedir a tenção, mas também não logrou êxito. Agora já contrataram um detetive, um tal de Amós de Menezes, que tentou fazer gravação com uma dessas pessoas e foi logo rechaçado. O tiro vai sair pela culatra e a máscara vai cai rapidamente das pessoas que querem voltar ao Poder”.

Assista ao vídeo.