QUEDA - 11/07/2018 - 10:47

Assaltos a ônibus têm redução superior a 36% em junho

Foto: Ana Lícia Menezes/AAN

 

O mês de junho de 2018 apresentou uma queda de 36,36% no núemro de assaltos a ônibus em relação ao mesmo período de 2017. Se comparado com 2016, a redução é ainda maior, chegando a 80,47%. Este é o sexto mês de quedas seguidas no número de assaltos a ônibus em Aracaju este ano. Os dados são do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp). O resultado é fruto do trabalho integrado entre a Guarda Municipal, SMTT, polícias Militar e Civil, sindicatos e população, que resultam em uma troca de informações constante e ações efetivas para a garantia da segurança.

Ao todo foram registrados 42 assaltos em junho de 2018 contra 215 em 2016. Números que refletem a atuação da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) no cuidado com os usuários do transporte público. “Podemos afirmar que essa foi uma das principais bandeiras levantadas pela Prefeitura de Aracaju desde o início da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, em janeiro de 2017, assegurar a reconstrução da segurança no transporte público da capital. E temos feito isso todos os dias, através de um trabalho de inteligência policial, aliado a levantamentos estatísticos e maximização do serviço operacional nos terminais e principais corredores de ônibus”, afirma o diretor geral da GMA, subinspetor Fernando Mendonça.

“Esta redução ocorre graças ao empenho da Guarda Municipal e da parceria determinada pelo prefeito Edvaldo Nogueira. Para nós, que fazemos a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania, é um grande orgulho o trabalho da Guarda. O importante é que o trabalho integrado tenha continuidade para que a população aracajuana seja beneficiada com uma maior sensação de segurança e uma efetiva segurança no transporte público. Nada é por acaso. Os resultados são fruto de muito trabalho, embasado nas determinações do prefeito, que ocorre de maneira assertiva”, destacou o secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida.

O diretor da GMA ressalta ainda que a contribuição da população tem sido importante nesse processo. “Além de todos os órgãos envolvidos, precisamos citar também o papel da população que vem adquirindo o hábito de prestar mais atenção ao sinal de pessoas suspeitas ao seu redor, denunciando sempre que sentem a necessidade. Essa participação popular faz toda a diferença para o sucesso de nossas ações”, acrescenta o Mendonça.

*Com informações da AAN