VIOLÊNCIA - 04/04/2018 - 22:00

Bandidos executam comandante da Companhia de Caatinga

Foto: Redes Sociais/Divulgação

 

Da redação, AJN1

Criminosos armados e divididos em dois veículos Corolla executaram a tiros o comandante da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac). O crime aconteceu na noite desta quarta-feira (4). A informação é que o veículo Voyage conduzido pelo oficial foi interceptado nas imediações do acesso ao povoado Vaca Serrada, no município de Monte Alegre. Os desconhecidos efetuaram mais de 20 disparos de armas de fogo contra o oficial, que teve morte no local. Momentos depois do crime, um veículo com as mesmas características de um dos utilizados na ação criminosa foi encontrado incendiado em estrada de Monte Alegre.

Equipes da Ceopac; do Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati); de Batalhões da Polícia Militar (BPM); do Comando de Operações Especiais (COE); delegacias da região e do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), com o apoio do Grupamento Tático Aéreo (GTA), estão mobilizadas na tentativa de localizar e prender os envolvidos da execução do oficial da PM. Também foi solicitado apoio das polícias da Bahia e de Alagoas. O corpo do capitão Oliveira foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju, para ser necropsiado e liberado para o sepultamento.

De acordo com policiais militares, no momento da execução o comandante da Ceopac estava de folga e seguia para residência de familiares na cidade de Porto da Folha. O capitão Oliveira tinha uma atuação de destaque no combate a criminalidade na região do sertão sergipano. Em dezembro do ano passado, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido à frente da Ceopac, ele recebeu na Câmara Municipal de Nossa Senhora da Glória o título de “Cidadão Gloriense”.

Em nota divulgada, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) lamentou o ocorrido e informou que o governador Jackson Barreto, ao tomar conhecimento do fato, determinou que de forma imediata, todas as providências no sentido de investigar e esclarecer o crime fossem adotadas pelas equipes da SSP.

O delegado Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), foi designado como responsável pelas investigações e seguiu para o local do crime com uma equipe de policiais.