VÍRUS - 14/05/2018 - 15:31

Primeiro caso de morte por H1N1 é registrado em Sergipe

Foto: Lindivaldo Ribeiro

Da redação, AJN1

Um bebê de cinco meses morreu, no último sábado (12), em decorrência da gripe H1N1. A criança, do sexo feminino, estava internada no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, desde a semana passada, com quadro severo de pneumonia. Este é o primeiro caso de morte em virtude do vírus em Sergipe.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen), confirmou que a criança, oriunda do município de Itabaiana, estava infectada pelo H1N1.

Nas próximas horas, o Lacen vai divulgar nota oficial sobre o caso.

Campanha

A Campanha de Vacinação contra a Influenza, popularmente conhecida como gripe, começou em todo o país no dia 23 de abril e, até o momento, em Sergipe, foram aplicadas 102 mil doses da vacina, o que corresponde a 21% da cobertura. O Estado deverá imunizar, conforme meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), 460 mil pessoas. A campanha será realizada até o dia 1° de junho.

Gripe

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores e condições de risco para as complicações da infecção. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

No Brasil

Neste ano, até 5 de maio, foram registrados 1.005 casos de influenza em todo o país, com 158 óbitos. Do total, 597 casos e 99 óbitos foram por H1N1. Em relação ao vírus H3N2, foram registrados 208 casos e 30 óbitos. Ainda foram registrados 112 casos e 13 óbitos foram por influenza B e os outros 88 casos e 15 óbitos por influenza A não subtipado.