- 12/10/2018 - 11:46

Católicos celebram Dia de Nossa Senhora Aparecida

Foto: Divulgação

Da redação, AJN1

Os católicos comemoram nesta sexta-feira (12) o Dia de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil. A data também celebra o Dia das Crianças. Em Sergipe, haverá missas e procissões em homenagens a Santa em várias igrejas espalhadas pelo estado.

Na Paróquia Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no conjunto Bugio, em Aracaju, as celebrações começaram cedo, com a alvorada festiva às 5h e em seguida com a missa dos devotos. As homenagens a Santa encerram-se com a tradicional procissão pelas ruas do bairro. Este ano, o  santuário que leva o nome da santa está completando hoje 35 anos de criação.

Após a Missa dos Devotos, celebrada pelo padre Marcos Rogério, acontece às 8h, a Missa das Crianças celebrada no santuário pelo padre Everson Fontes. A programação da solenidade prossegue com a tradicional peregrinação saindo da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Siqueira Campos em direção ao santuário, que termina com a Missa dos Peregrinos, celebrada pelo arcebispo Emérito de Aracaju D. José Palmeira Lessa.

À tarde, às 15h, a solenidade prossegue com mais uma Celebração Eucarística celebrada pelo frei Mário Sérgio. Às 17h ocorre a Procissão Solene e às 18h, a Missa de encerramento celebrada pelo arcebispo de Aracaju, D. João José da Costa. Após a Santa Missa haverá show musical e quermesse.

Devoção        

O reitor do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, padre Jadilson Andrade Santos explicou que a festa em honra a Mãe Aparecida tem um grande significado e importância para os devotos, porque é a celebração da vida, já que a Virgem Maria foi mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ela é também, mãe e advogada e intercessora.

“A devoção a Nossa Senhora Aparecida tem também um outro significado, ou seja, o fato dela ser a nossa intercessora perante seu filho Jesus e Deus Pai”, enfatiza o reitor do santuário, acrescentando que este ano, os fiéis, devotos e peregrinos que todos os anos comparecem a festa estão comemorando também, 15 anos de existência de peregrinação do Siqueira para o Bugio.

Padre Jadilson Andrade concluiu, observando que o tema central da festa este ano é “Com Maria, nos 35 anos de vida paroquial, restauramos a vida”. “São vários os motivos de nos reunirmos e rendermos graças a Senhora Aparecida por ser sinal de grandeza e fortaleza da nossa fé” É com grande alegria que estamos recebemos os devotos e peregrinos neste dia”, destacou.

Graças

Devota de Nossa Senhora Aparecida desde criança, por intermédio de seu avô, dona Maria Sônia Feitosa, disse que alcançou a primeira graça da santa há cinco anos, quando seu marido era taxista e sofreu um assalto. Ele sobreviveu, mas ficou traumatizado e com depressão. Ela disse que orou com fé pedindo sua cura e teve o pedido atendido.

Agora, todos os anos, mesmo não morando mais no Bugio, ela disse que na véspera do feriado da Santa Padroeira vem passar os dias na casa do filho justamente para poder participar da festa. “Só tenho a agradecer a minha mãe santíssima por ouvir as minhas preces”, concluiu.

Em Sergipe há ainda outras duas paróquias que também são dedicadas a Nossa Senhora Aparecida: uma fica no Bairro Farolândia, na capital, e a outra no município Aparecida. Nos dois locais, hoje, também há uma vasta programação dedicada à Padroeira do Brasil, com missas, alvoradas, procissões e romaria.