REPERCUSSÃO - 14/11/2017 - 15:30

Comando da PM afasta Capitão que “prendeu” cavalo

Foto: Divulgação

Da redação, AJN1

Repercutiu mal a história da “prisão” de um cavalo durante a realização de uma cavalgada no último domingo (12), no município de Nossa Senhora Aparecida, no Alto Sertão sergipano, por ter dado um coice num veículo. Feito pólvora, a notícia inusitada, ou bizarra, viralizou nas redes sociais, ganhou as páginas da Internet e foi destaque em telejornais das principais emissoras do Brasil. Todos queriam saber se a estapafúrdia manchete era verdadeira.

Diante da saraivada de críticas ácidas vindas de todos os segmentos da sociedade, inclusive com pitada de humor, o Comando da Polícia Militar decidiu afastar o capitão Vagno Passos, do comando da 3ª Companhia do 3º Batalhão da Polícia Militar, por ter autorizado a prisão do equino.

Segundo o Comando da PM, o oficial continuará trabalhando normalmente, mas na sede do 3º BPM, em Itabaiana, até a conclusão da apuração instaurada em torno dos fatos, principalmente no que se refere à denúncia de maus-tratos supostamente sofridos pelo equino e as circunstâncias que motivaram a ação policial.

“É importante frisar que, apesar da ação cautelar ora adotada, o Comando da corporação reconhece o excelente trabalho que o Oficial vem desempenhando à frente da 3ª Cia/3º BPM desde abril do corrente ano, em Ribeirópolis, onde sua ação de comando junto à tropa proporcionou a redução de todos os índices criminais, notadamente os homicídios dolosos, conseguindo a marca de 120 dias sem que nenhuma vida fosse perdida na área sob sua responsabilidade”, diz um trecho da nota.

Leia também:

Cavalo passa a noite na cadeia após dar coice em carro