VISTORIA - 12/06/2018 - 17:07

Comerciantes do antigo Hotel Palace devem retirar materiais inflamáveis em 10 dias

Foto: Assessoria | Defesa Civil

Da redação, AJN1

Técnicos do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil (Depec) vistoriaram os pavimentos do antigo Hotel Palace na manhã desta terça-feira (12). Durante a inspeção, foi constatada a presença de diversos materiais inflamáveis, que poderiam causar um incêndio de grandes proporções, contribuindo para o desabamento da estrutura. Diante dos fatos, foi dado um prazo de 10 dias aos comerciantes para que retirem esse material das dependências do prédio antes do início das obras.

Inicialmente, os técnicos da Defesa Civil se reuniram com os condôminos e a empresa contratada para planejar a execução da evacuação dos pontos recomendados pelo perito Emerson Meireles. De acordo com o secretário executivo da Defesa Civil, Major Queiroz, a preocupação atual é principalmente com o segundo pavimento, de propriedade da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), que guarda grande quantidade de material inflamável. “Estamos preocupados, mas já fomos informados que será feita a retirada. Também contatamos alguns moradores para que retirem os materiais combustíveis de cada um dos apartamentos, para que as obras tenham andamento”, explica.

As fiscalizações devem continuar durante todo o processo de execução das obras, originando relatórios que serão enviados ao Ministério Público. “A Defesa Civil irá avaliar, orientar e informar os envolvidos para que sejam evitados futuros sinistros, monitorando a eficácia das recomendações para que tudo ocorra da melhor maneira possível”, afirmou.

Os técnicos fizeram uma análise estrutural para elaboração de um relatório solicitado em decisão, proferida pela Justiça, acatando o pleito dos condôminos, suspendendo a interdição programada para o dia 14 e concedendo mais 30 dias de prazo.

O prédio possui múltiplas ocupações, enquanto o térreo e primeiro andar pertencem a particulares; o segundo pavimento é de propriedade da SPU; e à Emsetur pertencem o terceiro pavimento e mais quatro lojas do térreo correspondentes à antiga entrada do hotel.