RECORRENTE - 11/01/2019 - 19:10

Criança diagnosticada com Calazar é internada no Huse

Foto: Arquivo

Da redação, AJN1

Uma criança está internada no setor de pediatria do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) desde o último dia 2 de janeiro, diagnosticada com Leishmaniose Visceral, doença conhecida como Calazar. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da unidade hospitalar. Este é o primeiro caso da doença este ano.

Registros

Em novembro do ano passado, o menino Raí França Santos, de apenas 3 anos, morreu no Huse em decorrência da Leishmaniose. O garoto ficou internado durante 15 dias e aguardava transferência para a UTI da pediatria do hospital.

Em dezembro de 2018, um adolescente também foi internado no Huse com a Leishmaniose.

Leishmaniose visceral ou calazar

A leishmaniose visceral é uma doença sistêmica, pois, acomete vários órgãos internos, principalmente o fígado, o baço e a medula óssea. Esse tipo de leishmaniose acomete essencialmente crianças de até dez anos, após esta idade se torna menos frequente.

Ela é causada pelo protozário Leishmania chagasi e seus principais sintomas são: emagrecimento, febre baixa, aumento do baço e fígado.

Transmissão

A leishmaniose é transmitida por insetos hematófagos (que se alimentam de sangue) conhecidos como flebótomos ou flebotomíneos. Os flebótomos medem de 2 a 3 milímetros de comprimento e devido ao seu pequeno tamanho são capazes de atravessar as malhas dos mosquiteiros e telas.