ULTIMATO - 06/12/2017 - 17:36

Feirantes devem desocupar praça João XXIII em até 72h

Foto: Ascom/Emsurb

Da redação, AJN1

Em 72 horas, contadas a partir desta quarta-feira (6), os feirantes que comercializam na praça João XXIII (praça da Rodoviária Velha) devem desocupar a área. O ultimato é da Empresa de Serviços Urbanos (Emsurb), que afirma ter notificado os comerciantes sobre o despejo.

A medida, segundo a assessoria de Comunicação da Emsurb, atende ao plano de ação em parceria com a Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, SMTT e Emurb, que deverá ser colocado em prática até 15 de dezembro.

Ainda conforme a Emsurb, no período de 30 de novembro a 5 de dezembro, foi realizado recadastramento entre os feirantes e ofertadas vagas nos mercados Albano Franco (Centro) e Nilton Santos (Augusto Franco) e nas feiras livres do Bugio, Santos Dumont e 18 do Forte.

Segundo a Emsurb, dos 74 feirantes da capital que estão na João XXIII, 51 aceitaram a sugestão e já providenciam a retirada das mercadorias e bancas da área.

A gestão municipal classifica a feira como “irregular” e um “grande problema” para a população e órgãos fiscalizadores, por ter se transformado em ponto de negociação de drogas ilícitas e cenário de assassinatos. No último mês de novembro, ocorreram sete assassinatos na área.

Pagamento de taxa

No último dia 29 de novembro, AJN1 conversou com o assessor de imprensa da Emsurb, Augusto Aranha, sobre uma taxa que é paga pelos feirantes para usar o espaço, fato que poderia torná-los regulares. Categórico, Aranha disse que essa informação não procede. “Eles pagam taxa a quem? Eles são irregulares porque nós estamos afirmando que são. Eles pagam taxa a uma empresa que monta as barracas para eles, só isso. Eles não pagam taxa para uso do espaço público e nós estamos afirmando que ali não é para ter feira”.