FORA DE PADRÃO - 15/05/2018 - 17:23

FPI/SE concede prazo de 24h para interdição dos mercados de Aquidabã

Foto: Ascom/FPI

A Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe – coordenada pelos Ministérios Públicos Estadual e Federal com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – realizou uma vistoria, nesta terça-feira, 15, nos dois mercados municipais (de carne e peixe) da cidade sergipana de Aquidabã. Nos dois prédios foram observadas pelos fiscais da FPI muitas irregularidades sanitárias e, um prazo de 24h foi concedido para a interdição dos empreendimentos. Segundo o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea/SE), que integra a equipe Abate, o estado em que se encontra o prédio do mercado municipal de carne, por exemplo, corre risco de desabamento.

Nesta quarta-feira, 16, o Crea/SE voltará ao local para entregar o laudo de interdição e lacrar os estabelecimentos pelas irregularidades encontradas. “O prazo de 24h foi concedido devido à grande quantidade de objetos utilizados no trabalho dos comerciantes que estão no interior dos imóveis. Eles começaram a retirada e deverão deixar o prédio vazio até o fim do tempo estabelecido pela Fiscalização Preventiva Integrada”, disse a coordenadora da equipe Abate, Salete Dezen.

Mercado de carne

Conforme explica o engenheiro civil de Segurança do Trabalho do Crea/SE, Ronald Donald, “o mercado da carne possui uma estrutura metálica de 6 ou 7 pilares e a maioria está comprometida (em estado de corrosão), sem funcionar como sustentação da estrutura e deve ser removida”, alertou Ronald.

Mercado de peixe

No mercado que comercializa peixe, foram constatados diversos problemas: alguns estruturais (na parte de edificação) e outros de condições sanitárias (praticamente inexistente, instalações e higiene precárias).

“Inclusive no subsolo, onde estão os pilares, há fissuras que caracterizam oxidação da parte de aço da estrutura. Em princípio requer uma interdição e uma análise mais criteriosa para saber se vale a pena manter a estrutura”, observou o engenheiro civil de Segurança do Trabalho do Crea.

A ação foi acompanhada pela promotora de justiça do Ministério Público do Estado de Sergipe, Allana Rachel Monteiro; promotor de justiça do Ministério Público do Estado de Pernambuco, André Felipe Barbosa de Menezes e o vice-presidente do CBHSF, Maciel Oliveira.

Aquidabã

O Secretário Municipal de Obras de Aquidabã, o engenheiro civil Rubens Oliveira, afirmou que a reforma total do mercado da carne já estava prevista para o mês de julho ou agosto. Segundo Rubens, a obra já possui emenda parlamentar destinada, que soma um montante de 1,2 milhões de reais. “Iremos fazer uma reunião com a população e explicar como o município realizará a reforma do mercado municipal da carne”, reforça.

Já sobre o mercado de peixe, que abriga cerca de vinte peixeiros, o representante do município no local alegou que deverá buscar recursos com o Governo Estadual para construção de outro estabelecimento, seguindo as normas exigidas pela legislação vigente.

Fonte: Ascom/FPI