BRASÍLIA - 06/02/2019 - 17:03

Governadores do NE apresentam dia 20 carta de prioridades

Antonio Cruz/ Agência Brasil

Da redação, AJN1

Depois de mais de três horas, os governadores dos nove estados do Nordeste concluíram uma carta de prioridades para a região que será apresentada ao governo federal e ao Congresso Nacional, que nesta semana retomou as atividades. No texto, os governadores defendem a prorrogação do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Básico (Fundeb), que termina em 2020, e a adoção de medidas financeiras que ajudem na recuperação dos estados.

O governador Belivaldo Chagas esteve presente. Para ele, é importante manter o bom relacionamento com a União, mas é urgente que esses entendimentos reflitam em ações ágeis que amenizem as dificuldades enfrentadas pelos Estados. “Além das pautas específicas de Sergipe, temos ainda pautas em comum com os demais estados que serão apresentadas ao governo federal. Queremos, cada vez mais, estabelecer o melhor diálogo com a União. Esse diálogo é muito positivo, porém precisamos que chegue algo concreto até nós. Questões como a reforma da Previdência têm que ser pensadas a longo prazo, mas também a curto. Acredito muito na força do diálogo, mas é preciso que ele resulte em medidas consistentes e rápidas para que os Estados possam vencer suas dificuldades”, afirmou o governador de Sergipe.

Entre iniciativas que podem impulsionar as contas locais, o grupo defendeu a realização da reforma previdenciária, que é considerada prioritária pelo Palácio do Planalto para o ajuste das contas públicas.

As propostas integram agora a Carta do Nordeste, que será apresentada no próximo dia 20 em um encontro nacional de governadores. Além do aspecto econômico, o grupo cobrou avanços de projetos de lei sobre segurança pública que tramitam no Legislativo, como o cumprimento das regras sobre o Sistema Único de Segurança Pública e sobre o Fundo Nacional de Segurança Pública, a ampliação de penitenciárias federais em todos os estados, o controle das fronteiras internacionais, o combate ao tráfico de armas e ao comércio ilegal de explosivos.

A reunião dos governadores do Nordeste aconteceu na sede do Escritório de Representação do Governo do Ceará em Brasília.