FATALIDADE - 10/01/2018 - 15:31

Idosa morre após ataques de abelhas em Estância

Foto: Ilustrativa

Uma idosa de 73 anos, catadora de aratu, morreu nessa terça-feira (9) após ser atacada por um enxame de abelhas da espécie africana, enquanto trabalhava no mangue. A nora da vítima, que a acompanhava, conseguiu escapar e pedir socorro. O fato ocorreu no Povoado Porto do Mato, em Estância. Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) foi acionado para fazer o resgate do corpo.

Os Bombeiros receberam a informação apenas de onde a idosa tinha sido atacada e iniciaram as buscas. A vítima foi encontrada caída, já sem sinais vitais, com o corpo coberto de ferroadas, a 50 metros da colmeia. A equipe de resgate caminhou por mais 200 metros, transportando o cadáver em sentido contrário ao enxame, até sair no Povoado Porto N’Angola.

De acordo com o sargento BM Raimundo dos Santos, que participou do resgate, as abelhas estavam muito agressivas e atacaram também a guarnição. “Esta raça de abelha é considerada a mais perigosa. Mesmo protegidos com roupa de apicultor vestida por cima do fardamento, dois bombeiros receberam picadas na cabeça e no corpo. Dois apicultores entraram conosco no mangue, para dar apoio. Além das abelhas, o manguezal foi outro fator que dificultou o resgate. No trajeto de saída, em que o mangue começou a ficar mais fundo, nossas pernas atolaram na lama. Mas conseguimos seguir adiante. Recebemos a informação de que há naquele mangue há quatro enxames grandes e de que a comunidade local tem conhecimento da existência deles. Tenho quase 30 anos de bombeiro e esta é a primeira ocorrência desta natureza, de resgate de corpo de vítima morta por picada de abelhas”, ressalta.