SALDO - 14/03/2019 - 10:08

IML registra seis mortes violentas em 24h

Foto: Arquivo

 

Da redação, AJN1

Seis corpos vítimas de mortes violentas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju, nas últimas 24h. Foram quatro por homicídios, uma por acidente no trânsito e outra por descarga elétrica.

No conjunto Bugio, na capital, o adolescente Daneil Santos Ribeiro, 15, foi baleado durante uma troca de tiros com policiais do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam), e morreu depois de receber atendimento médico no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Com o adolescente foi encontrado um revólver calibre 38.

A informação é que os militares checavam uma denúncia sobre um suposto ponto de tráfico que funcionava no Anchietão, onde um homem de prenome Daniel costumava exibir armas de fogo e ameaçar os moradores da localidade. Ao chegar no local, as equipes do Getam foram surpreendidas pelo suspeito, que buscou abrigo em uma casa e passou a efetuar disparos.

Houve o revide e Daniel acabou baleado. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Durante a ação, os militares prenderam um ex-presidiário que estava em liberdade a uma semana. Com o suspeito foram encontrados uma balança digital de precisão e 14 “balas” de maconha.

Outros casos

No bairro Cidade Nova, Lorainne Andrade de Oliveira, 30, foi encontrada morta por asfixia no imóvel de número 63 da rua Sargento Manoel Dantas. O crime foi descoberto do final da manhã de ontem (13), depois que o companheiro dela, que é apontado pela polícia como autor do feminicídio, ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informando que a mulher estaria desacordada.

Familiares de Lorainne revelaram que o relacionamento do casal era recente e, devido ao comportamento violento do suspeito, ela pretendia por um fim ao romance. Eles acreditam que essa tenha sido a motivação do assassinato, que está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda nas últimas 24h foram registradas as mortes de Danilo Menezes dos Santos, 21, que estava internado no Huse, vítima de disparo de arma de fogo; e Raoni Vilela dos Santos, 18, que foi executado a tiros no povoado Lagoa Primeira, em Gararu.

O sargento da reserva remunerada da Polícia Militar José Noberto dos Santos, 62, morreu vítima de descarga elétrica no povoado Maurício, em São Cristóvão. Enquanto Diego de Souza Costa, 29, veio a óbito nas dependências do Huse, onde estava internado desde o início do mês vítima de uma acidente com moto em Propriá.