ELEIÇÕES 2018 - 06/08/2018 - 14:46

Márcio: Chapa Lula/Hadad foi pensada para fazer o Brasil crescer novamente

No último domingo (5), o vice-presidente nacional do PT e pré-candidato a deputado federal por Sergipe, Márcio Macedo, participou, em São Paulo, da reunião decisiva do partido que deliberou a chapa encabeçada por Lula e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad como vice-presidente até a regularização jurídica da candidatura de Lula.  Em seguida, conforme coligação nacional e acordo com o PCdoB, a deputada Manuela D´Ávila assumirá a posição de vice. O formato da chapa saiu de uma proposta feita por Marcio que, segundo ele, foi pensada e articulada para fazer o Brasil crescer novamente e voltar a ser feliz.

“O domingo foi um dia histórico para o PT e para todos os brasileiros. Formamos uma coligação com o PCdoB, PROS e o PCO que são partidos democráticos e populares deste país, indicando Haddad para vice, que será o porta-voz de Lula pelo Brasil até o trâmite final da homologação da candidatura de Lula, e, após essa tapa, Manuela entra como vice na chapa de Lula. Iremos apresentar um forte programa de Governo para a retomada do desenvolvimento do país e da felicidade do povo brasileiro. A chapa de Lula está formada e, agora, vamos às ruas”, declara.

Após o anuncio da chapa, Fernando Haddad ressaltou a importância do trabalho de Macedo durante todo o processo do PT para a disputa presidencial das eleições 2018. “A capacidade de direção de Marcio é impressionante. Ele é um dirigente de altíssima qualidade e trabalhou, junto com a presidenta do partido, a Gleisi Hoffmann, incessantemente na formação dessa grande chapa que tem o presidente Lula. Lula está numa prisão injusta, vem sendo vítima de uma enorme perseguição, mas é o maior líder político do Brasil e é o dono dos grandes projetos que resgatarão a dignidade do país e a esperança dos brasileiros”, disse.

Registro de Lula

Quanto à candidatura de Lula à presidência da República, Marcio assegura que o PT irá registrá-la no dia 15 de agosto. “Lula está em uma prisão política, ilegal e arbitrária, mas isso não aprisiona os seus direitos políticos e vamos registrar a sua candidatura para que Lula possa colocar o país nos trilhos novamente”, garante.

Com informações da Assessoria