NO SENADO - 06/09/2018 - 15:51

Maria destaca necessidade de trabalho preventivo para reduzir índices de suicídio

Foto: Arquivo

Considerado um problema de saúde púbica, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 90% dos casos de pré-disposição ao suicídio podem ser revertidos com ações preventivas. Nessa perspectiva, a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou hoje (6) a necessidade do trabalho preventivo para evitar que mais pessoas entrem para as tristes estatísticas que somam uma média de 32 brasileiros mortos por dia.

“É um número muito alto e supera os casos de mortes por doenças como Aids e câncer”, afirmou a senadora, que é autora de um Projeto de Lei que versa sobre a implementação de ações preventivas de assistência psicológica para estudantes e profissionais residentes de medicina. “O nosso projeto contempla essa categoria por ser a que mais apresenta casos de depressão e suicídio, mas também serve de inspiração para que outros segmentos possam adotar programas de prevenção, criando condições para identificar e acolher aqueles que estejam passando por essas dificuldades”, afirmou Maria do Carmo.

Para a senadora, o assunto não pode ser tratado como tabu, pois a não discussão aberta sobre o tema colabora para que muitas pessoas, em situações de dificuldades e desespero, ceifem a própria vida. “A conversa aberta, o aconselhamento, a oferta do ombro apenas para ouvir, sem cobranças e sem julgamentos e a palavra assertiva ainda são eficientes saídas”, comentou Maria do Carmo, ao destacar que nessa sociedade de competições e muitos desafios, as pessoas ficam cada vez mais vulneráveis e precisam ser acolhidas.