MOBILIZAÇÃO - 07/08/2018 - 14:25

Em greve há 19 dias, médicos fazem ato em frente à Câmara

Foto: Sindimed

Da redação, AJN1

Nesta terça-feira (7), os médicos lotados na rede municipal de Aracaju realizaram um ato público, em frente à sede da Câmara Municipal, com o objetivo de mostrar aos vereadores as calejadas pautas de reivindicação, as quais, segundo a categoria, o prefeito Edvaldo Nogueira insiste em fechar os olhos.

Em greve há 19 dias, os médicos cobram do prefeito o reajuste salarial, implantação de uma tabela única para todos os servidores e a revogação do decreto da pejotização – opção aos empregadores que buscam a diminuição dos custos e encargos trabalhistas.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindmed), João Augusto, o prefeito Edvaldo Nogueira não se mostra aberto a discutir as pautas de reivindicações.

Com a paralisação em vigor, cerca de 500 médicos deixaram de atender à população nos 43 postos de saúde e nos Centros de Especialidades Médicas Augusto Franco e Siqueira Campos; já as UPAs Nestor Piva e Fernando Franco todo o efetivo permanecem funcionando em sua totalidade.

Uma nova assembleia está agendada para quinta-feira (9), às 8h, na sede do Sindmed.