DE EX PARA EX - 06/04/2018 - 15:29

Na condição de ex-governador, Jackson emite nota de apoio a Lula

Foto: Divulgação

Da redação, AJN1

A data da renúncia de Jackson Barreto (MDB) ao cargo de governador será publicada no Diário Oficial com a data desta sexta-feira (6), um dia antes do prazo para desincompatibilização de candidatos que ocupam cargos públicos, como manda o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Já na condição de ex-governador, Jackson emitiu uma nota nas redes sociais em que defende o ex-presidente Lula, que deve ser preso nas próximas horas, em desdobramento da Operação Lava Jato.

“Na condição de ex-governador do Estado de Sergipe, venho de público manifestar primeiramente minha solidariedade ao sofrimento do ex-presidente Lula e meu inconformismo, pois, desde os bancos escolares da saudosa Faculdade de Direito, aprendemos que ninguém pode ser preso sem prova, não se traduzindo essa na simples delação de alguém que quer se beneficiar e muito menos na convicção pessoal de um juiz”, escreveu ele numa rede social.

Ao final do texto, Jackson diz que “Não houve sequer o trânsito em julgado da sentença, como prevê a Constituição. No mais, que Deus ajude a desarmar os espíritos, pelo bem do Brasil, acabando com tanta intolerância e ódio.”

Prisão

Na tarde dessa quinta-feira (5), o juiz federal Sérgio Moro decretou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com a determinação, ele deve se apresentar na sede da Polícia Federal, de forma espontânea, até às 17h desta sexta-feira (6). Lula foi condenado a 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.