ECONOMIA - 06/03/2018 - 16:40

Pescado representa a maior fonte de renda de Pirambu

Foto: Ilustrativa

A pesca é uma importante atividade econômica e social. No município de Pirambu, distante 76 km de Aracaju, conforme dados da Prefeitura, essa modalidade representa a principal fonte de renda da população, com produção de peixe e camarão em torno de 300 kg ao dia (pesca em canoa) e 600 kg por saída de cada barco.

A pesca em canoa – com saída e entrada diária – tem sua maior produção nas espécies do cação e pescada, através da rede “caceia”, feita na sua grande maioria por pescadores de forma artesanal.

Ainda conforme a Prefeitura, cada barco leva entre 10 e 15 dias em mar aberto e boa parte da produção é comercializada dentro do próprio Estado, tendo Aracaju, a capital sergipana, como o maior mercado consumidor.

Gelo

No período de pesca existe um incremento no comércio local com a venda de gelo, chegando a produzir cerca de 30 toneladas ao dia, sendo que 80% vão para os barcos. Parte do gelo é produzido com água da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e outra parte vem de poços artesianos dentro do próprio porto.

Marisqueiras

Pirambu tem hoje cerca de 300 mulheres que vivem do marisco e a sua grande maioria trabalha na retirada da casca do camarão, transformando-o em filé. A produção diária fica em torno de 500 quilos e parte da produção tem como principal mercado consumidor  de Aracaju.