VIOLÊNCIA - 11/04/2019 - 07:36

PM vai apurar agressão a paciente no interior do Huse

Foto: Reprodução/Rede Social

 

Da redação, AJN1

Alvo de agressão por parte de policiais militares no interior do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), a vítima identificada por Franklin Anderson da Silva, 40, disse que vai comparecer nesta quinta-feira (11) para registrar queixa na Corregedoria da Polícia Militar. O fato ocorrido na terça-feira (9) foi divulgado através de um vídeo, que viralizou nas redes sociais. Nas imagens é possível observar o momento em que três militares estão próximos e um deles atinge a vítima com dois tapas.

Franklin explicou que estava sentindo muitas dores por conta de um problema urológico e por isso buscou atendimento no Huse. Ele alega que chegou no hospital no início da tarde e depois de uma longa espera para ser atendido, foi reclamar da demora e acabou elevando o tom de voz. Por conta disso, vigilantes que trabalham na segurança da unidade de saúde acionaram a polícia. Depois de fazer a abordagem, um dos militares acabou agredindo a vítima. “Me aborreci e falei alto na recepção. Apenas falei alto. O que é isso? Não vão me atender?”, disse Franklin, acrescentando que em nenhum momento chutou a porta do consultório.

Através de nota, o Comando da PM informou que está adotando todas as medidas para apuração das circunstâncias em que ocorreu a ação. “A Corporação deixa claro, que não coaduna com o desvio de função de qualquer um dos seus integrantes e, nesse sentido, comprovada a autenticidade dos fatos, não poupará esforços para identificar e responsabilizar os policiais envolvidos na forma da Lei, com o rigor e a agilidade que a situação requer, garantindo-lhes o direito constitucional ao contraditório e à ampla defesa”, diz um trecho da nota.