DENTISTA DO BEM - 13/04/2018 - 17:52

Projeto seleciona jovens para receber tratamento odontológico gratuito



No próximo dia 18 de Maio, o programa Dentista do Bem realizará a terceira edição da maior triagem odontológica em Sergipe, levando cuidados e atendimento ao sorriso de milhares de jovens de 11 a 17 anos. A expectativa é que mais de 400 jovens passem pela triagem.

Em Aracaju, a triagem acontece no CRO (Conselho Regional de Odontologia) na rua Vila Cristina, 589, São José, das 09h às 13h. O objetivo é identificar adolescentes de baixa renda que necessitam de tratamento odontológico. “Todos os anos realizamos esta Triagem em parceria com o Conselho Regional de Odontologia, além de beneficiar muitas crianças, é também uma forma de mostrar que ainda existem milhões de brasileiros sem acesso a uma saúde bucal digna”, Dr. Martin E. Mansilla Coordenador Regional do Programa Dentista do Bem, voluntário da TdB, organização social que gerencia o Projeto Dentista do Bem.

O processo de triagem é bem simples e rápido: o dentista faz um exame visual não invasivo da condição odontológica de cada jovem e preenche uma ficha com dados sobre a saúde bucal e a condição socioeconômica da família. Os jovens selecionados serão encaminhados para dentistas voluntários, que farão todo o tratamento gratuitamente até que os pacientes completem 18 anos. Em treze anos, mais de 600 mil jovens passaram pelas triagens da TdB espalhadas por todo o Brasil, América do Sul e Portugal, e 70 mil foram encaminhadas para tratamento.

No Brasil, segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), 20 milhões de brasileiros nunca foram ao dentista e 68% não sabem que têm direito a tratamento odontológico público. Além disso, de acordo com dados da Oral-B, o consumo médio de escova de dentes no Brasil é de 1,9 escovas/ano* – muito distante da recomendação de 4 escovas/ano, respeitando-se a orientação de troca a cada 3 meses, por questões de higiene e razões funcionais.

Para Bibancos, esse cenário é resultado de um descaso histórico com a questão da odontologia. “As pessoas continuam sofrendo para ir ao dentista.”

Foi o que aconteceu com Sr Altair Clemente, em 2014 ele estava desempregado e conta que buscou atendimento no Sistema Único de Saúde para o filho Lucas. “Havia cortado todos os gastos em casa. Não tínhamos condições de ir ao dentista. Ele estava com vergonha dos dentes, tortos, separados. Procurei o posto de saúde, e não tinha vaga. Foi quando fiquei sabendo da Megatriagem 2014 da Turma do Bem. O Lucas passou pela triagem e depois recebeu o tratamento completo”, conta.

Infelizmente nessa triagem, em 2014, Thiago, o filho mais novo do Sr. Altair não pôde receber o mesmo encaminhamento do irmão mais velho, pois tinha menos de onze anos. A aflição de Altair terminou no ano passado. Em 2016 ele levou o filho mais novo para a Megatriagem. “Hoje vejo meu filho feliz, sorridente e falando com as pessoas sem vergonha”, afirma Altair Clemente.

Da assessoria de Comunicação.