PACÍFICO - 12/05/2018 - 22:25

Sem-teto desocupam terreno no bairro Coroa do Meio

Foto: Ana Lícia/PMA

Na manhã deste sábado (12), foi realizada a ação de reintegração de posse de um terreno pertencente à Prefeitura de Aracaju, no bairro Coroa do Meio, zona Sul de Aracaju, que estava ocupado há oito dias.

As equipes da prefeitura acompanharam o processo de desocupação, liderado pela Polícia Militar de Sergipe, que atendeu a uma determinação da Justiça. Desde as primeiras horas da manhã a PM buscou um entendimento com o movimento de ocupação, chegando a um acordo por volta das 10h.

A partir daí, a Prefeitura entrou com toda a estrutura de atendimento, com ônibus para levar as pessoas para o galpão onde elas ficarão alojadas; com caminhões, para transportar os pertences dos ocupantes, e com equipes da Emsurb para fazer a limpeza da área. Equipes da secretaria da Assistência Social acompanharam a desocupação e a chegada no galpão.

“A desocupação ocorreu de forma pacífica. A polícia reuniu todos os esforços, pessoas e tropas necessárias para o cumprimento e, felizmente, a negociação foi avançando e não precisamos fazer o uso da força, o que foi o melhor para todos nós, pois, cumpre-se a determinação judicial e preserva-se vidas”, destacou o secretário municipal da Defesa Social, Luís Fernando Almeida.

Abrigo

As famílias que aceitaram ajuda da Prefeitura foram conduzidas a um galpão na rua Acre, no bairro Costa e Silva.
“A Secretaria Municipal da Assistência Social está dando toda a assistência para que as pessoas sejam cadastradas. Aqui no galpão eles estão recebendo alimentação e água de forma emergencial”, explica Rosane Cunha, secretária da Assistência Social em exercício.
Com uma área de 2.000 m², o espaço comportou as pessoas, entre adultos e crianças, que chegaram até o local logo após deixarem pacificamente ocupação.
 
A Secretaria da Assistência envolveu uma equipe multidisciplinar de 40 profissionais no processo de acolhimento das famílias e realizou o cadastramento a fim de posteriormente analisar o perfil social de ingresso no Cadastro Único e nos programas que ofertam benefícios assistenciais.
Incidente

Na noite da sexta-feira, 11, guardas municipais que atuavam no local abordaram um veículo com cinco homens. Nele, foram encontrados certa quantidade de maconha e cocaína, o que levou os guardiões a efetuar a prisão dos suspeitos. Ao notar que eles seriam presos, dezenas de pessoas da ocupação começaram a atirar pedras e pedaços de madeira, além do disparo de rojões contra a guarnição. Foram efetuados disparos de contenção deflagrados para o alto com o propósito de afastar o grupo e abrir caminho para a condução dos suspeitos à delegacia.

Uma ocupante, Nathanelly dos Santos, foi atingida por um disparo, mas levada imediatamente à Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco. O ferimento foi superficial, na pele. Ela foi encaminhada para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) porque, o cirurgião avaliou que ela deveria passar por uma consulta com um cirurgião torácico. A paciente deixou a UPA sem queixa de dor.

Não há ainda nenhuma confirmação de que o ferimento na vítima tenha sido causado por projétil de arma de fogo disparado por algum integrante da corporação, porém a direção da Guarda Municipal já recolheu as armas dos guardiões envolvidos no evento para a realização de perícia.