INDEPENDÊNCIA - 08/07/2018 - 01:38

Sergipe comemora 198 anos de Emancipação Política

Foto: Acervo/Joangelo Custódio

Da redação, AJN1

Neste domingo, (8), o estado de Sergipe comemora 198 anos de Emancipação Política. Nos livros de história, o Estado emancipou-se da Bahia em 8 de julho de 1820. Com isso, a então capitania de Sergipe Del-Rei viria a ser elevada à categoria de província quatro anos depois, e, finalmente, a Estado após a proclamação da República em 1889.

A Carta Régia, elevando Sergipe à categoria de Capitania Independente, só foi assinada pelo Rei do Brasil e Portugal, Dom João VI, no Rio de Janeiro, após intensas batalhas políticas. Foi dessa forma que a nossa independência territorial com relação ao estado Bahia foi concretizada.

Ligado à Bahia

Foi Cristóvão de Barros que conquistou o território sergipano em 1590 e, desde então, Sergipe ficou sob a tutela da Bahia. Cristóvão de Barros venceu os índios e distribuiu as terras em sesmarias.

Durante mais de dois séculos, Sergipe foi Capitania Subalterna, dedicada a abastecer a capital baiana através da sua produção agropecuária, recebendo dela as autoridades, as famílias dominantes, os encargos, os produtos do seu comércio.

A Constituição do Império, que é de 1824, colocou Sergipe entre as Províncias do Brasil, consolidando a Emancipação de 8 de julho de 1820. 8 de julho de 1820 tem sido convertido no símbolo da liberdade, da independência, da autonomia econômica, da construção da sergipanidade.

Com a Proclamação da República, passou a ser Estado da Federação tendo sua primeira Constituição promulgada em 1892.

No pavimento inferior do Palácio Museu Olímpio Campos, a cópia do Decreto de Emancipação Política de Sergipe, datado de 1820.