PREOCUPANTE - 14/05/2019 - 17:15

Sergipe registra 827 notificações de dengue

Foto: Divulgação

Da redação, AJN1

O número de notificações de dengue em Sergipe vem aumentando vertiginosamente. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), até o momento, foram 827 notificações, 148 casos confirmados e quatro mortes. Os municípios do Alto Sertão são os mais afetados, a exemplo de Monte Alegre, o qual aparece entre os 15 que registraram mais casos de janeiro a abril deste ano. Já a maior concentração de casos acontece em menores de 14 anos e crianças.

Nesta terça-feira (14), o secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, se reuniu com os secretários de saúde dos municípios do Sertão sergipano. De acordo com Valberto, o encontro visa estudar o panorama e traçar estratégias para o enfrentamento à dengue.

Na oportunidade, foi anunciado o retorno da Brigada Itinerante, força-tarefa gerenciada pela SES, que atuará na eliminação e no tratamento de possíveis criadouros do vetor nos municípios. “É mais uma estratégia para fortalecimento das ações realizadas nos municípios. Nós faremos um planejamento elencando os critérios de definição dos municípios em que iremos iniciar os trabalhos”, contou a diretora de Vigilância em Saúde da SES, Mércia Feitosa.

LIRAa

O terceiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) está sendo finalizado e sinalizará a tendência do problema. “Nós tivemos um aumento no segundo LIRAa, dobramos o número de municípios com alto índice, e o terceiro vai ser um sinalizador se vamos diminuir os índices ou não”, disse Mércia.

Para o presidente do Conselho de Secretários Municipais do Estado de Sergipe (Cosems), Enock Luiz Ribeiro da Silva, a situação é preocupante e é preciso a conscientização da população. “Estamos com uma situação preocupante com quatro óbitos aqui no estado. Precisamos conscientizar a população e isso é tanto responsabilidade dos entes federados como também dos munícipes. Eu acho que cada um tem que cuidar da sua casa, do seu quintal, do seu terreno. É um problema coletivo que a gente tem que estar procurando resolver e sanar. Quando a gente descuida está, também, levando o problema para o vizinho, que às vezes cuida do seu quintal de seu terreno e outros, infelizmente, não fazem o seu papel e termina acarretando um problema para todos”, ressaltou.

A dengue

Trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Ela não tem tratamento específico. Sua incidência aumenta no verão, em dias quentes e úmidos.

O vírus que provoca essa doença pertence ao grupo dos arbovírus, que são passados por picadas de insetos, principalmente mosquitos. Existem quatro tipos de vírus da dengue.

Sintomas

Se você apresentar febre acompanhada de dor atrás dos olhos e na barriga, náuseas, coceira, dor de cabeça, manchas vermelhas na pele ou dores nas articulações, procure uma unidade de saúde. Você pode estar com dengue, chikungunya ou zika.

O Ministério da Saúde alerta que muitas doenças têm sintomas parecidos, então é importante ficar atento aos primeiros sinais e procurar rapidamente uma unidade de saúde.