BALANÇO - 10/05/2018 - 16:37

Sinttra diz que houve redução de 49,8% em roubos a ônibus no 1º quadrimestre

Foto: Lindivaldo Ribeiro

Da redação, AJN1

Dados do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju (Sinttra) indicam que houve redução de 49,8% no número de assaltos a ônibus na capital e região metropolitana no primeiro quadrimestre deste ano, se comparado com o mesmo período de 2017.

Trocando em miúdos, de janeiro a abril do ano passado foram contabilizados 386 roubos a ônibus; enquanto que em 2018, esse número caiu quase pela metade: 195. A título de curiosidade, em 2016, quando o Sinttra suplicou à Secretaria de Segurança Pública (SSP) uma intervenção para reduzir os números, foram contabilizados, de janeiro a dezembro daquele ano, 1628 roubos, o que equivale a mais de quatro delitos por dia. Em todo o ano de 2017, foram 975

Ao AJN1, o secretário–geral do Sinttra, Valtenes Porto, disse que a diminuição é fruto do empenho do próprio sindicato com as polícias Militar e Civil, a Guarda Municipal de Aracaju, as Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

“Essa redução representa muito para a gente, porque, nos últimos anos, a quantidade de roubos era muito grande. Isso se deve ao trabalho iniciado em junho de 2016. De lá para cá, começou a ter reuniões periódicas com todas as forças envolvidas. Hoje, nós temos um grupo com todos esses organismos, onde nos reunimos em dois e dois meses para estudar estratégias. Todo um conjunto de ideias está se transformando em redução dos assaltos”, destacou Valtenes.

O sindicalista disse que os rodoviários ainda se sentem inseguros, mas ligeiramente “sossegados” com relação ao passado. Ele informou ainda que, nos próximos dias, a direção do Sinttra vai se reunir com o comandante do policiamento Militar da capital, Tenente-coronel Vivaldy Cabral, para discutir estratégias de segurança durante o Forró Caju.

“Vamos pedir uma reunião com o comandante Vivaldy Cabral e com o inspetor Mendonça da Guarda Municipal, porque já vai começar o Forró Caju e a gente precisa de um esquema para trazer mais segurança à população e aos rodoviários.”

SSP

O trabalho integrado entre as polícias Militar e Civil é apontado pelo secretário da SSP, João Eloy, como um dos principais pontos para que a incidência dessa prática delituosa continue sendo reduzida.

“Temos reforçado o trabalho preventivo nas ruas com a Polícia Militar em diversos pontos e horários, com base na análise dos registros que recebemos. Além disso, temos intensificado as investigações por parte da Polícia Civil no sentido de prender os responsáveis por esses delitos. A parceria com outras instituições e grupos também tem sido importante para alcançar esses registros, a exemplo das guardas municipais, SMTT, sindicatos de rodoviários e empresários”, enfatizou o secretário.