GREVE GERAL - 05/12/2017 - 06:14

Ônibus não circulam na capital e Grande Aracaju



 

Da redação, AJN1

A capital e Grande Aracaju amanheceram a terça-feira (5) sem transporte coletivo e com bloqueios em trechos das BRs 101 e 235 por conta da Greve Geral, promovida por centrais sindicais e movimentos sociais. A manifestação é uma tentativa de barrar a aprovação da Reforma da Previdência, prevista para ser votada na Câmara Federal na próxima semana.

A Polícia Militar montou um esquema para tentar impedir o fechamento das vias. No entanto, a presença dos militares não barrou o bloqueio na avenida Marechal Rondon, nas imediações da empresa Progresso, no bairro Capucho. Manifestantes utilizaram pneus e fizeram um cordão humano para impedir a passagem de veículos nos dois sentidos. Até o momento não houve registro de incidentes.

Os manifestantes também conseguiram fechar a ponte que liga o Coqueiral ao conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro. No entanto, na ponte sobre o Rio do Sal, que liga o Lamarão ao conjunto João Alves Filho, o trânsito flui normalmente, pois os militares do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM) se anteciparam e não permitiram o trancamento da via. Na ponte Aracaju/Barra o trânsito também flui normalmente.

A informação é que o trecho da BR-235, nas imediações da Fabise, foi bloqueado nos dois sentidos. Para minimizar os transtornos, equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão orientando os condutores que chegam e que saem da capital a seguir pela avenida Lauro Porto até o viaduto que fica no entrocamento das BRs 101 e 235. “A manifestação é pacífica. A PRF está orientando os condutores e negociando a liberação do trânsito”, explicou o inspetor Flávio Vasconcelos.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Sergipe (CUT/SE), professor Rubens Marques, o movimento é pacífico. “A ação é tranquila graças ao trabalho de conscientização das centrais e movimentos sociais. A polícia esteve na garagem da empresa Modelo e viu que não está tendo cerceamento. Os motoristas estão dentro das garagens para não perder o ponto”. O sindicalista ressaltou que a greve é motivada pela Reforma da Previdência que o Governo deve votar nos próximos dias.

Lotação

Em virtude do transporte coletivo não está circulando nesta terça-feira (5), a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) liberou que táxis bandeirinhas possam realizar o lotação no dia de hoje. Segundo a Superintendência, a medida tem como objetivo garantir o direito de ir e vir do trabalhador.