- 15/03/2019 - 14:43

Aracaju e seus tantos encantos



Aracaju, a pequena notável do país, completa neste 17 de março de 2019, seus 164 anos. Para marcar a data, Cartão Postal brinda os leitores com sugestões de passeio que podem nos surpreender, enquanto aracajuanos, bem como prometem encantar os turistas. O bom é que dá para tirar um final de semana para visitar os quatro quantos, vantagem de ser pequena em extensão. É só aproveitar as dicas.

Comece com uma visita ao ponto onde tudo começou, o Alto da Colina de Santo Antônio, marco zero da capital sergipana. Prepare-se, pois a vista é deslumbrante. No local pode-se admirar a igrejinha de Santo Antônio, em estilo neogótico, simples e bastante significativa. Costuma lotar de fiéis, principalmente quando é 13 de Junho, dia do santo que leva o nome da igreja e do local, aliás, do bairro onde fica.

Em frente a igreja fica o mirante de onde tem-se uma belíssima vista da cidade. Durante a permanência no local os visitantes são presenteados por uma brisa que faz muito bem nestes dias de calor. O ponto é repleto de história. Vale uma parada.

De lá você pode seguir para a Orlinha do Bairro Industrial, que fica bem pertinho e é contornada pelo Rio Sergipe. Com seu calçadão e bares, é perfeito para uma caminhada ou mesmo um dia de diversão com a família. Se for na hora do almoço, faça uma parada em um dos bares do local para degustar um prato à base de frutos do mar. Vale frisar que o Bairro Industrial tem restaurantes famosos.

É no Bairro Industrial que fica a maior reserva de mata atlântica de Aracaju: o Parque da Cidade. O espaço tem até um mini zoológico e os visitantes têm ainda a opção de apreciar o local do alto, basta pegar carona no teleférico. Também pode-se fazer uma caminhada por uma trilha que leva ao ponto de onde é possível saltar de paraquedas e de onde o visitante tem uma vista deslumbrante com destaque para o Rio Sergipe, a Ponte Construtor João Alves, a Barra dos Coqueiros, o encontro do rio com o mar e o desenho de Aracaju.

Ainda nas imediações, se o passeio for durante o fim de semana, vale uma visita as ruas do centro comercial, com seus prédios antigos, os calçadões das ruas São Cristóvão e Laranjeiras, a Arquidiocese de Aracaju, na Praça Teófilo Otoni. Dê uma passada na Praça Fausto Cardoso, recém-reformada. Ande mais um pouquinho, cruze a Rua da Frente e visite a Ponte do Imperador, que nada mais é que um ancoradouro, inaugurado em 11 de janeiro de 1860 para a visita de Dom Pedro I e da Imperatriz Tereza Cristina à província de Aracaju Del Rey.

Ainda no Centro visite os mercados centrais, com destaque para o Thales Ferraz onde você encontra do artesanato, à culinária e até ervas medicinais. O espaço respira história por todos os lados e o difícil e sair de lá sem levar uma lembrancinha ou guloseima. São inúmeras lojinhas de artesanato e outras tantas de culinária local, com destaque para as castanhas, amendoins, queijos e doces. É realmente um local para ficar no topo da agenda.

Também ficam no centro dois dos mais importantes museus de Sergipe: O Palácio Museu Olímpio Campos e o Museu da Gente Sergipana. Cada um deles com seu estilo, contam um pouco da história do Estado. O Museu da Gente Sergipana ganhou um capítulo à parte no ano passado, com a inauguração do Largo da Gente Sergipana. Projetado pelo arquiteto e urbanista Ézio Déda, o Largo se traduz em um movimento de valorização da cultura popular do estado. No espaço, localizado em frente ao Museu da Gente Sergipana – além do píer, de uma área de convivência e de um atracadouro -, estão expostas oito esculturas de representações folclóricas sergipanas: Lambe Sujo e Caboclinhos, Chegança, Cacumbi, Taieira, Bacamarteiro, Reisado, São Gonçalo e Parafuso.

Após explorar bastante o centro, siga pela Avenida Beira Mar, que de um lado pode-se admirar a cidade e do outro apreciar o Rio Sergipe, com paradas obrigatórias no Calçadão da Praia Formosa e no Calçadão da 13 de Julho, que aliás tem um mirante. A Criançada vai gostar muito e você pode aproveitar para tirar muitas fotos.

Ainda pela Avenida Beira Mar você encontra mais dois parques bastante visitados da capital: o Parque dos Cajueiros e o da Sementeira. Os dois têm áreas para relaxamento, contemplação da natureza e práticas esportivas.

Seguindo sempre pela Beira Mar você chega até o principal cartão postal da capital: a orla de Atalaia. Banho de sol, mar, degustar um caranguejo, caminhar pela orla, tomar sorvete, almoçar, levar a criançada até o Mundo da Criança. O que não faltam são opções. De passagem pela Passarela do Caranguejo aproveite para uma foto ao lado do caranguejo gigante. Para concluir a dica de roteiros, aproveite o fim de tarde na Orlinha Por do Sol, no Mosqueiro. Simplesmente inesquecível!