- 03/01/2019 - 15:35

Cancão independente  



O deputado estadual Gilmar Carvalho não compareceu à convocação feita pelo governador Belivaldo Chagas para apreciar dois projetos do Executivo. Ao presidir uma das comissões temáticas e anunciar a ausência do “Cancão”, o deputado Zezinho Guimarães não se conteve e disse: “Gilmar não quer ser culpado e nem incompetente, só quer ser independente”.

 

Discurso duro

Agência Alese/ Jadilson Simões

Zezinho Guimarães usou a tribuna para fazer um discurso duro e direto. Para ele, não é “fugindo dos problemas e se abstendo de estar presentes nas sessões quando convêm para não ter desgastes perante a sociedade, que nós vamos resolver os problemas da previdência”. Ele confessou ficar chocado quando vê “alguém se esconder dos problemas e depois querer dizer que a culpa é dos outros”.

 

Alese autoriza

 

O governador Belivaldo Chagas foi autorizado hoje (3) pela Assembleia Legislativa a ceder à instituições públicas, créditos decorrentes de royalties, participações especiais e compensações financeiras relacionadas à exploração de petróleo e gás natural, até o montante de R$ 400 milhões.  Esses recursos seriam repassados à conta do Estado para pagar salário dos aposentados.

 

160 milhões

A folha mensal dos inativos chega a 160 milhões. Com isso, o valor a ser tomado pelo governador Belivaldo Chagas cobrirá somente duas folhas e meia. Ou seja, os recursos são bem-vindos, mas não resolve o problema e logo logo, o Governo precisará recorrer a outras fontes com o mesmo objetivo.

 

Medida paliativa

Os deputados aprovaram, por unanimidade, a solicitação do governador Belivaldo Chagas, embora entendam se tratar de uma medida paliativa para garantir o pagamento dos salários dos aposentados e pensionistas. “Não é hora de dificultar. Temos que ter responsabilidade com o trabalhador, especialmente, com quem muito contribuiu com esse Estado”, disse a deputada Maria Mendonça (PSDB).