- 11/03/2019 - 17:54

Situação complicada

Uma visita  surpresa ao Presídio Militar e promotores de Justiça flagraram o que é possível considerar privilégios concedidos ao prefeito licenciado de Lagarto, Valmir Monteiro. Segundo uma representante da Auditoria Militar, do Ministério Público, Valmir estava sem uniforme e na biblioteca do presídio jogando cartas com outros detentos. O agente que estava no local na hora do flagrante explicou que, segundo ordem médica,ele teria que ficar em área livre por conta da claustrofobia (medo  de ficar em espaços fechados). A justificativa caiu por terra quando a integrante do MP disse que o prefeito estava na biblioteca com a porta fechada.

Sobra punição

O flagrante feito pelo Ministério Público, com certeza, vai ter respingos na direção do Presmil por permitir o descumprimento de regras por parte do detento. O caso será apurado e os responsáveis podem responder por improbidade administrativa. Segundo o MP não é aceitável privilégio para nenhum custodiado.

No páreo

O pastor Augusto Magalhães, presidente do diretório estadual do PRP revelou à coluna que é pré-candidato a prefeito de São Cristóvão, ano que vem. O projeto conta com o apoio do deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB), a quem Augusto ajudou a eleger, com participação importante na campanha.

Acomodando-se

Como esta coluna anunciou há cerca de um mês, Camilo Daniel, filho do deputado federal João Daniel, deve assumir o mandato de vereador. Primeiro suplento da coligação PT/PC do B, ele poderá ocupar a cadeira do professor Bittencourt que pode ser remanejado para uma Secretaria.