- 06/06/2018 - 18:14

Venha!

“Venha!” Essa foi a palavra de Jesus para Pedro, seu discípulo. A Bíblia Sagrada nos conta a linda história de uma manifestação sobrenatural de Jesus, quando Ele andou sobre as águas.

Logo depois de Jesus realizar o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, Ele insistiu com os discípulos para que entrassem no barco e atravessassem para o outro lado. Enquanto isso, Ele subiu ao monte para orar. Já era altas horas da madrugada, quando Jesus decidiu ir encontrar-se com eles e, para isso, começou a andar sobre as águas. Quando os discípulos o viram, não o reconheceram e chegaram a pensar que fosse um fantasma. Mas Jesus disse: “Não tenham medo, sou eu”. Naquele momento, Pedro (sempre o mais ousado) disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro”. Jesus disse: “Venha!” E Pedro, descendo do barco, deu alguns passos sobre as águas. Entretanto, logo depois, sentiu o vento batendo em seu rosto, teve medo, e começou a afundar. Então Pedro clamou: “Jesus, salva-me, porque pereço”. Jesus estendeu a mão e o salvou, levando-o em segurança para o barco, e dizendo-lhe: “Homem de pouca fé, por que duvidaste?”

Tantas lições podem ser extraídas dessa história, mas aquela para qual eu quero chamar a sua atenção é sobre esse convite de Jesus: “VENHA!” Pedro estava no barco com os demais discípulos. Aquele barco representa o comum, pois não havia nada de diferente em um barco navegar, pois ele era preparado para isso: madeira certa, formato certo, devia ser betumado para não deixar entrar água, ou seja, tudo comum. Assim, também nós estamos acostumados com o comum, o ordinário, o habitual; assim, também muitas pessoas lidam com o próprio Jesus, inclusive, como se lidasse com o comum.

Mas eu quero lembrar a você que Jesus não é comum. Ele é o Todo Poderoso, é Aquele que tem todo poder e autoridade tanto nos céus como na terra. Ninguém consegue se aproximar d’Ele e ficar do mesmo jeito, porque Ele é o Filho de Deus. E foi esse Jesus quem convidou Pedro a sair do barco e a andar sobre as águas, da mesma forma que lhe convida a sair do seu barco, o barco da religiosidade, da tradição, do comum, do habitual, e lhe convida a experimentar o sobrenatural, o milagre, o impossível. Ele te convida a andar sobre as águas.

Quantas pessoas que, dentro de uma visão cartesiana, não conseguem enxergar o quanto Deus já tem sido misericordioso com suas vidas; não conseguem perceber os livramentos que Ele já operou. Convido você a abrir os seus olhos e a enxergar o que Ele já fez, para que isso aumente a sua fé e você saiba que, por maior que seja o problema que você esteja enfrentando, Jesus, que já lhe ajudou em tantas outras situações, fazendo o impossível por você, é o mesmo que novamente lhe convida a andar sobre as águas. Ele diz “VENHA!” Venha experimentar a cura divina, venha experimentar a prosperidade que só Ele pode lhe dar, venha experimentar a paz que independe das circunstâncias, venha experimentar a alegria de ver o impossível acontecendo e, então, glorifique o nome d’Ele, pois somente Ele é digno de receber toda honra e toda glória. Saia do barco e ande sobre as águas.

Um forte abraço e que Jesus lhe abençoe. Até a próxima oportunidade, se Deus disser que sim.