- 23/01/2018 - 17:21

Viagens!

Esta é uma época em que as pessoas estão aproveitando o máximo que podem de condições favoráveis para viajar. Na verdade, viajar é uma oportunidade especial para descansar, para conhecer novos lugares e/ou novas pessoas; porém, indiscutivelmente, é uma oportunidade para fortalecer laços familiares. Costuma-se dizer que se alguém quiser conhecer outra pessoa, então viaje com ela.
Pois bem! Existem famílias cujos integrantes só conseguem se conhecer melhor quando viajam juntos, até porque, no dia a dia, parece não haver tempo para fortalecer os relacionamentos familiares. Não são poucos os que usam a própria casa como se fosse uma pensão, onde entram, tomam banho, fazem suas refeições, trancam-se nos seus quartos e, no outro dia, acordam cedo para começar tudo de novo. Já quando a família viaja, há o trajeto, o próprio local de destino e programações, onde obrigatoriamente estarão juntos.
Então, cabe agora a seguinte reflexão: estamos aproveitando bem o tempo para conhecermos aqueles que são nossos familiares? De fato conhecemos os gostos do nosso cônjuge e dos nossos filhos? Temos condições de traçar um perfil de cada um deles e, a partir daí, sabermos conviver melhor com cada um? Num certo dia, eu estava assistindo a uma entrevista com uma polêmica artista brasileira, quando, de repente, ela trouxe, a meu ver, o seguinte pensamento fantástico: “Viver a gente vive, conviver é o grande desafio”. E eu fiquei pensando o quanto realmente ela está certa: a convivência é o grande desafio. Mas é também um aprendizado de mão dupla, pois assim aprendemos a respeitar o outro e também temos os espelhos, já que os defeitos que mais detestamos ver nas outras pessoas são os defeitos que supostamente temos. Na célebre frase do Oráculo, “Conhece-te a ti mesmo!”, devemos entender que, para nos conhecermos, precisamos conviver com os outros.
Preciosas viagens que fazem nos aproximarmos daqueles que pensamos estar tão próximos, e não estão. Preciosas lembranças que trazemos nessas viagens e dessas viagens. Preciosos reencontros com aqueles que nunca estiveram distantes. Bem, mas se você, por algum motivo não costuma fazer essas viagens, por que não viajar sem sair de casa? Afinal, nossa mente é um veículo que nos transporta para onde quisermos. Seja criativo! Invente alguma coisa pra fazer com a sua família.
Um forte abraço e até a próxima, se Deus disser que sim.