ARACAJU/SE, 19 de julho de 2024 , 12:00:13

logoajn1

Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado mais de 80 anos após iniciar curso em Stanford

 

Uma idosa, de 105 anos, recebeu o seu diploma de mestrado na Stanford Graduate School of Education, nos Estados Unidos, oitenta e três anos após dar início ao curso. Virginia “Ginger” Hislop começou as aulas na década de 40, mas precisou abandonar o curso quando seu então namorado foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial. A cerimônia de formatura aconteceu no último domingo, na Califórnia.

Segundo a própria instituição, Ginger ingressou na universidade em 1936 e quatro anos depois, concluiu o curso de bacharelado em educação. No mesmo ano, ela começou o seu mestrado em educação, com o objetivo de dar aula. Na época, faltava entregar apenas sua tese final, quando seu então namorado, George Hislop, foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial. Com isso, eles se casaram e Virginia não concluiu o mestrado.

“Achei que era uma das coisas que eu poderia aprender ao longo do caminho se precisasse. Sempre gostei de estudar, então isso não era uma grande preocupação para mim – e casar era”, disse Ginger, que nasceu em Palo Alto e atualmente mora em Yakima, Washington.

Durante sua vida, com seus dois filhos, quatro netos e nove bisnetos, ela atuou em conselhos escolares e universidades do estado de Washington. Ao longo desses 83 anos, Stanford retirou a exigência de tese e a idosa conseguiu retornar à universidade para se formar.

Durante a cerimônia, que aconteceu no último domingo, o reitor Daniel Schwartz afirmou sentir “orgulho” pela graduação de Virginia. “Um defensor ferrenho da equidade e da oportunidade de aprender… hoje temos orgulho de conferir o mestrado em artes na educação ao nosso graduado de 105 anos”.

Na formatura, vestida com o chapéu e beca, ela foi aplaudida de pé e ao receber seu diploma comentou: “Meu Deus, esperei muito por isso.

Fonte: O Globo

Você pode querer ler também