Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Confiança bate Itabaiana com gol de pênalti e conquista título

 

Da redação, AJN1

Em jogo eletrizante e de casa lotada, o time do Confiança subiu a serra e bateu o quase imbatível escrete do Itabaiana por 1 a 0 e consagrou-se campeão do Campeonato Sergipano 2017, um triunfo, avaliado pelos críticos, improvável. A última vez que o time proletário tinha sido campeão foi em 2015.

O gol, suado, foi marcado por Thiago Silvy, de pênalti, aos 27 minutos da segunda etapa, após Alexandre afastar a bola com a mão num lace de perigo do time proletário.

O primeiro tempo terminou sem gols, mas foi dominado do início ao fim pelos donos da casa, que repetiram a dose no segundo tempo, mesmo depois de ter tomado um gol.

O Itabaiana, precisando apenas de um empate simples para levar o caneco – o qual já havia escapado dos dedos na final do ano passado contra o também improvável Sergipe – , incendiou o jogo e foi ao ataque. Os ânimos se exaltavam a cada cera do goleiro azulino, que insistia em cair para pedir atendimento médico.

Expulso

Aos 33 minutos, o lateral esquerdo Madona reclamou da arbitragem e levou o cartão vermelho. Nesse momento, a torcida, que havia se calado depois do gol, abriu o berreiro contra o juiz Cláudio Lima.

Mesmo com 10 em capo, o tricolor da serra se jogou ao ataque, mas não adiantou. Pelo segundo ano seguido, o Itabaiana perde a final em casa.

Lamentável

Ao final do jogo, os dois times, incluindo comissão técnica, mancharam todo o esforço de terem chegado à decisão: protagonizaram uma briga em campo e o estádio Etelvino Mendonça virou uma arena de gladiadores com socos, pontapés e voadores desferidos para todos os lados. A torcida, de ambas as partes, também fez feio ao jogar garrafas em campo.


PM do bem?

A Polícia Militar esteve presente ao estádio de forma maciça, mas um dos policiais, de forma despreparada e irracional, após perceber um princípio de desordem na arquibancada, devido a selvageria em campo, mirou para a torcida do Itabaiana e desferiu um tiro com bala de borracha, o qual atingiu uma torcedora tricolor no meio da testa. Ensanguentada, ela foi socorrida pela equipe médica ainda no local.