Rogério Ceni, 42, se despede dos gramados

Chegou o difícil momento de o torcedor são-paulino se despedir de Rogério Ceni, seu maior herói.
O time campeão do mundo de 2005 encara nesta sexta-feira (11) um combinado entre os vencedores dos Mundiais Interclubes de 1992 e 1993, no estádio do Morumbi, às 21h.
Mais de 50 mil tricolores já confirmaram presença no último jogo de Ceni com a camisa do clube e prometem realizar uma linda festa.
Dentro das quatro linhas, uma constelação dará brilho ao espetáculo de homenagem ao eterno capitão.
Representando o time de 2005, que será comandado por Paulo Autuori e Milton Cruz, estarão em campo Lugano, Júnior, Amoroso, Fabão, Aloísio, Mineiro, Grafite, Alex Bruno, Renan, Thiago Ribeiro, Richarlyson, Souza, Bosco, Flávio Roberto, Edcarlos, Josué, Christian e Flávio Donizete, além do camisa 1.

 

Apenas o meia Danilo, que recusou o convite por hoje vestir a camisa do Corinthians, e o lateral direito Cicinho, com compromissos na Turquia, não comparecerão.
Do outro lado, atuando pela equipe de 92/93, que encantou o planeta na época estarão Zetti, Vitor, Adilson, Ronaldão, Pintado, Ronaldo Luiz, Müller, Toninho Cerezo, Luis Carlos Goiano, Raí, Cafu, Marcos, Válber, Dinho, Elivélton, André Luiz, Juninho Paulista, Jura, Doriva, Guilherme, Valdeir e Gilmar.
O grupo será dirigido por Muricy Ramalho e Renê Santana, filho do eterno Telê, bicampeão da América e do mundo naquelas duas brilhantes temporadas.
Rogério, 42 anos, esteve nesta quinta no CT do São Paulo para se despedir e participou de um churrasco ao lado dos funcionários do clube.
Além dos craques em campo no adeus desta sexta, atrações musicais -com um toque de São Paulo- animarão o público.