Gaeco deflagra operação “Leak” em Aracaju e Lagarto

 

Da redação, AJN1

O prefeito de Lagarto José Valmir Monteiro, o genro Igor Ribeiro Costa Aragão, e os sócio da empresa JLM, Joel do Nascimento Cruz e Gildo Pinto dos Santos são os alvos da operação “Leak” deflagrada no início da manhã desta sexta-feira (22), nas cidade de Aracaju e Lagarto, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado (MPE), com o apoio das equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar (PM), e do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap).

Além dos mandados de prisão preventiva contra os investigados, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão, que tem como foco a apreensão de recolher documentos e material que possam subsidiar a investigação que foi iniciada a partir da Promotoria Pública de Lagarto, que tem como foco desmantelar um suposto esquema de desvios de verbas públicas do Matadouro público do município e lavagem dinheiro pelos acusados.

A operação se concentra na Prefeitura de Lagarto, Secretarias Municipais de Finanças e Administração, Matadouro de Lagarto, e na sede da empresa JML Comercial Atacadista de Fumo Ltda; e nos endereços residenciais de Valmir Monteiro, do genro, do administrador do Matadouro Municipal e de pessoas que aparecem nas investigações como “Laranjas”.

A ação foi batizada de “Leak” em decorrência do vazamento dos pedidos de prisão e buscas apreensão, situação que está sendo apurada, além da notícia de que os principais alvos das prisão saíram de seus domicílios para não serem capturados pelas equipes do Gaeco e polícias.

*Com informações da Ascom MP