ARACAJU/SE, 22 de maio de 2024 , 11:42:58

logoajn1

Operação “Brasil Integrado” prende 81 pessoas e apreende 22 armas em dois dias

Números expressivos. Assim pode ser definido o balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), apresentado na manhã desta sexta-feira ((9), sobre a operação deflagrada nos dias 7 e 8 de outubro pelo Ministério da Justiça, intitulada "Brasil Integrado", que aconteceu simultaneamente em 10 estados do país, além do Distrito Federal. A ação teve como objetivo reunir forças de segurança pública, entre elas Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal de Aracaju, para atuarem com estratégias compartilhadas na prevenção e combate a crimes ligados a homicídios.

 

Conforme os dados do relatório final da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim), no período, a ação em Sergipe resultou na abordagem a 2.478 pessoas e 1.043 veículos, o que implicou na prisão de 81 pessoas e na apreensão de dois adolescentes. Houve ainda a apreensão de 25kg de entorpecentes (maconha e cocaína) e 22 armas de fogo (revólver, pistola e espingarda), além de 60 munições de diversos calibres.

Segundo a SSP, com o foco da operação voltado para a proteção à vida das pessoas, as equipes atuaram desencadeando ações relacionadas ao cometimento de crimes violentos letais intencionais, bem como tráfico de drogas, porte de armas, violência doméstica e ameaças contra a vida. Neste sentido, coube aos órgãos envolvidos o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão dos principais líderes de ações criminosas, além da intensificação do patrulhamento e utilização de barreiras policiais.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, a objetivo foi inibir e reprimir delitos como homicídio, porte ilegal de armas e de roubo e tráfico de drogas. “O foco dos trabalhos consistiu em fortalecer a integração entre as forças de segurança pública em todo o Estado, para intensificar o enfrentamento conjunto ao crime e à violência”, destacou.

PRF e GMA

 

Equipes da PRF participaram da operação, por meio de patrulhamentos táticos terrestres e de barreiras policiais em pontos estratégicos das rodovias que cortam Sergipe. Já os profissionais da GMA realizaram diversas rondas, com o emprego de viaturas e ciclopatrulhamento, em vários pontos da capital, entre eles, os terminais de integração e praça dos mercados, que resultaram na prisão de suspeitos e na apreensão de armas de fogo. Para o diretor da Guarda Municipal, Enílson Aragão, "a GMA estará sempre colaborando com as forças de segurança pública do Estado para que se possa minimizar os efeitos da violência e da criminalidade".

 

O comandante do Policiamento Militar da Capital (CPMC), coronel Luiz Azevedo, explicou a importância do trabalho em parceria para o bom resultado das prisões. " É sempre importante essa integração entre os órgãos que compõem a segurança pública, pois, desta forma, podemos elaborar novas estratégias de policiamento que resultarão em saldos bastante significativos no tocante à redução da criminalidade", finalizou.

 

Para o secretário de Estado da Segurança Pública, Mendonça Prado, a operação foi muito positiva. Ele enalteceu a parceria entre as polícias, no sentido de criar mecanismos que propiciem mais segurança à população. “Tivemos uma grande número de delinquentes presos, armas e drogas apreendidas. Tudo isso foi possível graças à integração entre as Forças Policiais, a fim de proporcionar uma segurança pública eficiente e de qualidade para a população sergipana", frisou Mendonça Prado.

 

Com informações da SSP

 

Você pode querer ler também