ARACAJU/SE, 18 de julho de 2024 , 9:09:22

logoajn1

Morre em Belo Horizonte o ativista político e ex-vereador por Aracaju Rosalvo Alexandre

Por AJN1

 

O ex-vereador de Aracaju e ativista político, Rosalvo Alexandre, morreu na noite desta sexta-feira,10, em Belo Horizonte, devido a complicações causadas por uma doença degenerativa que atingiu o seu sistema nervoso central e afetava a capacidade respiratória. Militante, Rosalvo participou ativamente no combate à ditadura militar no estado de Sergipe ao lado de nomes como o do Governador Jackson Barreto, de quem era amigo.

Rosalvo Alexandre iniciou a militância política no Partido Comunista Brasileiro ( PCB), na época em que era estudante do colégio estadual Atheneu. Na época, o " Partidão", como é conhecido o PCB, atuava de forma clandestina. Durante a ditadura militar, Rosalvo chegou a ser preso e torturado na Operação Cajueiro.Eleito pelo PMDB,o ex-vereador cumpriu mandado no plenário da Câmara Municipal de vereadores de 1985 a 1989, onde deixou como marca o engajamento com causas sociais e a veemência com que defendia seus ideias . Ele foi também um dos idealizadores da formação da Juventude Socialista do Partido do Movimento Democrático Brasileiro( PMDB). O corpo de Rosalvo Alexandre deve chegar a Aracaju ainda neste sábado.

O Governo do Estado anunciu luto oficial de três dias na manhã deste sábado,11. Em período de férias, o governador Jackson Barreto,que está fora de Sergipe e licenciado do cargo,lamentou a perda.

“Despedir-se de um amigo é das tarefas mais difíceis. Rosalvo era uma das mentes mais argutas de Sergipe. Inspirou nossa geração. Era um amigo, um irmão. Quantas lutas estivemos lado a lado. Quantas alegrias e tristezas dividimos juntos. Mas um ideal nos unia de uma forma muito forte. Nossos sonhos e utopias de um mundo verdadeiramente mais igualitário, mais justo, mais humano. A luta pela liberdade em nosso país, a luta pela democracia, travamos juntos. Tenho certeza que assim como eu, Rosalvo faria tudo de novo. Valeu a pena! Vá em paz, meu irmão”, disse Jackson.

O presidente da fundação Renascer, Welligton Mangueira, que também atuou na luta contra a ditadura militar, destacou a importância histórica de Rosalvo Alexandre.

“Rosalvo é um homem a quem Sergipe deve grandes homenagens. Foi preso e torturado na Operação Cajueiro e nunca deixou de atuar nas causas democráticas e populares. Nesses últimos 35 anos, não se pode falar em política brasileira sem falar em Rosalvo Alexandre. Ele era um grande articulador. Um amigo sincero, honesto e de caráter ilibado”.

 

 

 

Você pode querer ler também