Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Nova fase da Operação Lava Jato realiza busca e apreensão na casa de Almeida Lima

Da redação, AJN1

Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (28), a pedido da Procuradoria-Geral da República, a segunda fase da Operação Satélites, que mira pessoas ligadas a políticos que estão sob investigação no Supremo Tribunal Federal (STF). Foram realizadas buscas e apreensões autorizadas pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, para coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção e organização criminosa na Transpetro.

Nos mandados, a PF e integrantes do Ministério Público Federal buscaram documentos, equipamentos, mídias e arquivos eletrônicos, aparelhos de telefone, valores e outros objetos em endereços residenciais e comerciais em Alagoas, Rio Grande do Norte, São Paulo, Distrito Federal e Sergipe.

Aqui em Sergipe o alvo foi a casa do ex-senador, ex-deputado federal e atual secretário de Estado de Saúde, Almeida Lima (PMDB). Em sua residência, os oficiais recolherem um HD externo e dezenas de DVD’s e CD’s.

Na ocasião, Almeida disse não saber da acusação e está com a consciência tranquila. “Eu não tenho avaliação a fazer sobre a necessidade desse fato. Quem deve  justificar isso são as autoridades que determinaram. Não tenho a menor preocupação. Como certa vez me deram atestado de idoneidade, tenho a absoluta certeza de que vão me dar novamente. No documento, eles dizem que é para encontrar e apreender. Se encontrar valores acima de cinquenta mil reais, eles devem levar, mas não encontraram. Eles não me informaram que operação se tratava. Ee não vou me defender, porque não estou sendo acusado de nada.”