ARACAJU/SE, 20 de julho de 2024 , 1:16:55

logoajn1

Presos dois envolvidos nos desvios de verbas de subvenção social

 

 

A juíza da 1° Vara Criminal, Jane Silva Santos Viera, decretou a prisão preventiva de três pessoas ligadas à Associação de Moradores e Amigos do Bairro Nova Veneza (Amanova), que teria sido beneficiada com mais de R$ 2 milhões em verbas de subvenção. Clarice Jovelina de Jesus, ex- presidente da associação e José Agenilson de Carvalho Oliveira, microempresário, foram presos na manhã desta segunda-feira,18, e encaminhados para o departamento de Combate ao Crime de Ordem Tributária, onde foram ouvidos pela delegada Daniele Garcia. Já Welligton Luiz Goes Silva, um dos que tiveram a prisão decretada, ainda não foi localizado.

 

Nas oitivas realizadas pelo Tribunal Regional Eleitora, nenhum dos três conseguiu explicar como foi gasto o valor de R$ 2.325.000,00 das verbas de subvenção social da Assembleia Legislativa destinado a associação.  

 

 De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), as verbas destinadas a Amanova não correspondiam com a estrutura física da associação e nem com as atividades lá desenvolvidas. A Amanova recebeu R$ 940.000 através do deputado Augusto Bezerra, R$ 1.085.000 por meio de Paulinho das Varzinhas e R$ 300.000 por indicação de Susana Azevedo.

 

 

 Entenda o caso

 

 Em dezembro do ano passado, a Procuradoria Regional Eleitoral ajuizou 25 ações contra 23 deputados da legislatura vigente à época e uma ex-deputada.O levantamento inicial realizado pelo órgão apurou um desvio de cerca de R$ 12 milhões reais de verbas de subvenção social, que deveriam ser investidas em instituições filantrópicas, e no entanto, foram utilizadas em benefícios próprio pelos deputados. 

Você pode querer ler também