ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 13:48:58

logoajn1

Secretaria de Estado da Educação desmente denúncias feitas por Rivanda Batalha em carta renúncia

 

Por Ivo Jeremias

 
A carta de renúncia da prefeita de São Cristóvão, Rivanda Batalha, divulgada na noite de ontem,1°, gerou polêmica. No documento, ela informa que a decisão foi tomada “em decorrência de diversos fatores, especialmente devido aos últimos fatos que foram veiculados pela imprensa no dia 31 de maio de 2015”.
 

Na data citada por Rivanda Batalha, o programa Conexão Repórter veiculou uma reportagem denunciando um esquema de fraudes nas licitações da merenda escolar nos municípios de São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro. Os participantes das licitações levavam de 5 a 10% do valor total. Os preços dos produtos chegavam a ser superfaturados em até 200%.
 

Na carta renúncia ela afirma que a reportagem é mentirosa e tendenciosa. Rivanda se exime da culpa afirmando que é impossível para um gestor controlar todos os fatos que ocorrem na administração municipal. Em outro trecho do documento, assegura que as escolas que foram mostradas sem merenda escolar pertenciam à rede estadual de Ensino e que o problema não existe na rede municipal. 
 

“As escolas municipais citadas pelo apresentador estão em total conformidade com os padrões definidos pela Legislação Federal. As merendas estão sendo fornecidas regularmente, inclusive, as escolas foram reformadas com um padrão ímpar no Estado de Sergipe. Sobre as escolas que estavam sem merenda, todas elas pertencem à rede de ensino público Estadual, ou seja, não sofrem qualquer ingerência administrativa da Prefeitura Municipal”.
 

O assessor de comunicação da Secretaria de Estado da Educação (SEED), Elton Coelho, negou o conteúdo da carta. Segundo Elton, apenas uma escola da rede estadual de ensino foi mostrada na matéria: A escola estadual Capitão Manuel Batista do Santos.
 

Na manhã desta terça-fera,2, a Secretária de Estado da Educação divulgou a seguinte nota sobre a escola em questão:
 
 

A Secretaria de Estado da Educação (SEED) informa que a escola estadual Capitão Manuel Batista Santos localizada no Povoado Chica em São Cristóvão citada na matéria do SBT Repórter recebeu na tarde desta segunda-feira, 1, uma equipe de funcionários da SEED que identificaram as seguintes situações:
 

1)      A escola estadual divide um terreno com uma escola municipal administrada pela Associação de Moradores do Povoado Chica;
 
2)      A escola estadual realiza suas atividades no período da manhã quando estudam 86 alunos que recebem diariamente a merenda escolar com o cardápio padrão da Secretaria de Estado da Educação contendo itens como arroz, feijão, macarrão, frango, carne bovina, entre outros.
 
3)      No período da tarde, como a escola estadual não funciona, a escola municipal utiliza-se de forma emprestada a cozinha da Capitão Manuel Batista Santos para que os funcionários do município possam preparar a merenda das 18 crianças pertencentes ao ensino do município de São Cristóvão.
 
4)      No momento em que a reportagem chegou para fazer a matéria, era a merenda municipal que estava sendo preparada na cozinha da escola estadual.
 
5)      No cardápio das escolas estaduais não existe as rosquinhas apresentadas na matéria, sendo que este item é utilizado pela rede municipal como foi mostrado em outra escola.
 
6)      Na Escola Estadual Capitão Manuel Batista Santos foi entregue um lote de merenda na último dia 9 de maio que está sendo suficiente para abastecer as necessidades dos alunos da rede estadual que ali estudam.
 

Novo Prefeito
 

A carta de renúncia de Rivanda Batalha será lida na Câmara Municipal de São Cristóvão na manhã desta terça-feira,2. A prefeita também apresentou pedido de desfiliação do Partido Socialista do Brasil (PSB). O vice-prefeito Jorge Eduardo Santos, o Jorjão (PSB), assume o cargo.

Você pode querer ler também