Atacadistas distribuem brinquedos para 150 crianças em Aracaju

Diante do cenário da pandemia, as famílias em situação de vulnerabilidade passaram a enfrentar de forma mais latente os riscos da fome e insegurança alimentar, pois muitas pessoas ficaram sem trabalho e isso provocou dificuldades nas casas de centenas de famílias de Sergipe. Com a ampliação do problema, o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor de Sergipe (Sincadise), ampliou sua participação nas ações sociais e promoveu arrecadação e distribuição de alimentos para as famílias sergipanas ao longo do ano, não sendo diferente no período natalino.

A Campanha Social 2020, realizada pelo Sincadise e Instituto Abad em Sergipe, foi desenvolvida ao longo de todo ano, distribuindo cestas básicas para famílias de várias comunidades em diversos municípios sergipanos, entregando mais de 50 toneladas de alimentos para ajudar na manutenção da alimentação das pessoas. E no dia 16 de dezembro, realizou a ação de natal, com 150 famílias moradoras da comunidade Tia Caçula, no bairro Lamarão, em Aracaju.

A ação foi realizada com a adoção de protocolos de segurança e distanciamento social das pessoas envolvidas, entregando alimentos para as mães das famílias e brinquedos para 150 crianças da comunidade. Além disso, houve a presença do Papai Noel, que participou da entrega dos presentes e um bolo comemorativo de 50 quilos foi dividido para as 150 famílias em embalagens individuais. A entrega contou com a presença dos representantes das indústrias Sarandi e do Sincadise.

Além disso, no dia 20, também foram doadas cestas de alimentos para as famílias carentes da cidade de Riachão do Dantas, através do Instituto Paz e Luz, com mais de 3000 quilos de alimentos levados para as pessoas. A distribuição aconteceu para 240 famílias da cidade. O presidente do instituto, o juiz de Direito, Manoel Costa Neto, agradeceu a doação do Sincadise.

“A doação dos empresários do comércio atacadista e distribuidor foi muito importante para ajudar no combate à fome das famílias menos favorecidas de Riachão do Dantas. O Sincadise se prontificou em ajudar e só tenho a agradecer aos empresários pela doação vinda numa hora muito importante para essas pessoas”, disse.

O presidente do Sincadise, Breno Pinheiro França destacou que o momento não é de se omitir para o enfrentamento do maior mal que a pandemia provoca nas famílias, a insegurança alimentar e disse que os empresários estarão sempre à postos para ajudar a sociedade a combater a fome das pessoas.

“Vivemos um ano complexo, com muitas dificuldades para as famílias mais pobres e isso nos motivou a fazer ainda mais por nossos semelhantes que precisavam desse apoio. Distribuímos mais de 50 toneladas de alimentos ao longo do ano para trabalhadores que ficaram sem renda durante o período de pandemia, em parcerias com o Sindicato dos Cabeleireiros, Mesa Brasil Sesc, várias instituições da capital e interior, com o apoio fundamental dos empresários do comércio atacadista e distribuidor e do Instituto Abad. O que pudermos fazer para ajudar a combater a fome das pessoas, será feito para que possamos promover uma sociedade mais justa e igualitária para todos”, afirmou Breno França.

A empresária Janda Oliveira, presidente do Instituto Abad em Sergipe, valorizou as ações realizadas e agradeceu o empenho dos empresários em ajudar nas ações de 2020.

“Fizemos neste ano muitas ações pelo Instituto Abad, doamos dezenas de toneladas de alimentos e fizemos o natal de 150 crianças mais feliz, mesmo durante a pandemia. Estou muito feliz com as ações do instituto apoiadas pelo Sincadise e certa que a doença será vencida e continuaremos ainda mais a ajudar as pessoas”, comentou Janda Oliveira.

Autor

Márcio Rocha

Outras Notícias

voltar para página inicial