Bem melhor

Bem melhor

O processo eleitoral no Brasil ainda precisa de muitos ajustes, apesar das tímidas e rasas reformas já feitas. Este ano, pela primeira vez, não houve coligação proporcional, o que já foi um avanço considerável, pois permitiu que partidos pequenos pudessem ter suas representações nos Parlamentos, com base na capilaridade eleitoral dos próprios candidatos. O resultado disso se refletiu em agremiações como o PSOL, Patriotas e PMN, só para citar o exemplo do que ocorreu em Aracaju. Os maiores entraram no bolo do quociente. Ainda que meio capenga, começa a prevalecer a vontade popular.

Equilibra, mas …

É complicado para um cidadão leigo entender como um candidato que teve bem menos votos nas eleições, consegue desbancar vários outros com posições numéricas expressivas. É o caso, por exemplo, de Binho (PMN), 24º vereador eleito com 1.376 votos (0,51%). Na outra ponta, a conhecida professora Sônia Meire (PSOL), conquistou 3.342 votos, representados por 1,23% do eleitorado votante, mas ficou fora da Casa Legislativa. Ela foi mais votada que outros 15 parlamentares que se elegeram ou se reelegeram. Apesar das distorções, é um modelo pouco menos antidemocrático.

Como previsto

O índice de abstenção na eleição do último domingo foi o mais alto dos últimos 20 anos. Nesse primeiro turno, pouco mais de 34 milhões (23,14%) de brasileiros optaram por não ir às urnas, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em Aracaju, essa tendência se repetiu. Em 2016, cerca de 75 mil pessoas (18,94%) não votaram para prefeito e vereador. Este ano, 101 mil (25,07%), decidiram não sair de casa. A pandemia da Covid-19 foi um dos fatores justificados, mas, sem dúvida, o descrédito na classe política teve um peso considerável.

Com Edvaldo

Assim como fizeram no primeiro turno da eleição, os deputados petistas João Daniel (federal) e Francisco Gualberto (estadual) mantêm o apoio ao projeto de reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), neste segundo turno.  Eles, assim como a ex-deputada Conceição Vieira, mesmo tendo dois petistas (Márcio Macêdo e Ana Lúcia Menezes) encabeçando uma candidatura a prefeito, silenciosamente abraçaram e foram em busca de voto para Nogueira.

 TOME NOTE

 Nenhum voto…

Para Danielle e “voto crítico” para Edvaldo! Assim decidiram os líderes do PT e PSOL, em reunião com as militâncias.

Lúcio Flávio…

Que disputou a PMA pelo Avante, sem o apoio do diretório, disse no grupo Café Política, que Clovis Silveira, presidente da sigla, não o representa.

Bem na fita….

Está o PSD, comandado em SE pelo deputado federal Fábio Mitidieri. O partido elegeu 20 prefeitos, 20 vice-prefeitos e 183 vereadores por várias todo Estado.

A Lide….

Organizou debate para que os postulantes a prefeito da capital, que se enfrentarão domingo que vem, participassem. Só Danielle compareceu.

Avesso do avesso….

Sobre política e alguns líderes políticos…

Autor

KATIA SANTANA

Outras Notícias