Capacitação de catadores

Um dos trabalhos desenvolvidos pelo Consórcio de Saneamento Básico do São Francisco Sergipano (CONBASF) é acompanhar e promover a capacitação e formalização de associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis. Desde o início da gestão do consórcio, em 2017, a região do Baixo do São Francisco registrava quatro cooperativas e associações formalizadas. Atualmente, o número saltou para 15 cooperativas e associações formalizadas, distribuídas nos 25 municípios consorciados ao CONBASF.  A equipe técnica do consórcio tem se dividido para atender aos municípios, tanto na prestação de serviços ligados às atividades técnicas, quanto à educação ambiental.

As atividades educacionais estão centradas neste momento, na orientação sobre a responsabilidade socioambiental e conformidade com a Política de Resíduos Sólidos (PNRS) e a formalização de cooperativas e associações de catadores. Recentemente, alguns municípios tiveram as suas cooperativas e associações formalizadas, entre elas, a AKITABOM – Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Aquidabã e Graccho Cardoso.

Mais de 300 catadores são acompanhados pelo CONBASF, em parcerias com as prefeituras. O objetivo é promover a integração desses profissionais no processo de trabalho de forma organizada e humanizada, como também, promover o reconhecimento dos catadores como agentes de preservação ambiental.

Entre as últimas atividades educacionais, a equipe técnica do consórcio visitou o lixão de Graccho Cardoso, que está em processo de desativação, para orientar os catadores sobre os cuidados que devem ser tomados durante a separação do material reciclado, principalmente durante a pandemia, onde os catadores devem ter o cuidado redobrado para evitar o contato com materiais contaminados.

Em todas as visitas e diálogos com gestores municipais, o CONBASF ressalta a importância do trabalho da classe, que é de extrema necessidade para a preservação do meio ambiente, e que apesar de fazerem parte de uma riquíssima cadeia produtiva, os profissionais são desvalorizados e submetidos ao trabalho exploratório. Contudo, o trabalho educacional do Consórcio prevê o planejamento de ações resolutivas para a mudança desse cenário.

Laranjeiras

A Prefeitura de Laranjeiras e os representantes dos sindicatos dos servidores municipais, dos professores e Associação da Guarda Municipal fecharam um acordo coletivo que prevê a quitação de débitos da gestão anterior, referentes ao 13º e o salário do mês de dezembro de 2020. O acordo firmado entre o prefeito José de Araújo (Juca) e os representantes das classes trabalhadoras consiste em efetuar o pagamento do 13º integral e o salário atrasado de dezembro/2020 em março de 2022, também de forma integral. Os recursos utilizados para honrar o compromisso com o servidor público serão da arrecadação do IPTU de 2021 e 2022. A dívida deixada pela gestão passada é de aproximadamente R$ 10 milhões.

Prorrogação de impostos

A Câmara Municipal de Umbaúba apreciou na última semana a indicação n°. 66/2021, apresentada pelo vereador Moisés Augustinho (CIDADANIA), que solicita medidas de socorro ao setor produtivo, comercial e de serviços, com a suspensão ou prorrogação dos impostos municipais para diminuir os efeitos causados pela crise econômica gerada pela pandemia. “O povo de Umbaúba vem enfrentando uma verdadeira guerra nessa pandemia. O setor produtivo é uma das áreas que mais vem enfrentando problemas, comprometendo o futuro de seus negócios. Diante dessa situação, peço a suspensão ou prorrogação dos impostos. Nós sabemos que é difícil, mas é necessário nós darmos uma resposta, visando a sobrevivência do comércio e de vários outros setores”, completou o vereador.

Vacinação para rodoviários

O deputado estadual Gilmar Carvalho oficiou, no último dia 22, a secretária municipal de Saúde, Vaneska Barboza, solicitando que seja iniciada a vacinação dos trabalhadores do Transporte Público de Aracaju, Socorro, Barra dos Coqueiros e São Cristóvão, que compõem a Grande Aracaju. O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 incluiu os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros entre os grupos prioritários para imunização. De acordo com o parlamentar, a categoria atua em serviço público essencial, com alta exposição ao vírus, por conta do fluxo de pessoas nos veículos de transporte coletivo. “Eles estão expostos ao risco enorme, pois lidam com centenas de pessoas diariamente, algo inevitável,  já que é questão de sobrevivência. Precisam ser vacinados com urgência”, salientou Gilmar.

Autor

Cícero Mendes

Outras Notícias

voltar para página inicial