Grande Aracaju: discussões e soluções têm que ser constantes

Anderson Christian
christianjor@gmail.com

Exatamente no meio de uma série de três encontros que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), está tendo com os demais prefeitos das cidades da Grande Aracaju, a coluna resolve chamar a atenção para esse tema. Na segunda, 11, Edvaldo esteve com o prefeito de Socorro, Padre Inaldo (PP) – os detalhes estão na página ao lado. Nesta terça, 12, foi a vez do encontro ocorrer com o prefeito da Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo (MDB). E, para fechar, será a vez de Edvaldo se reunir com o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana (MDB). Para exemplificar a tônica dos encontros, trecho do material produzido pela comunicação da prefeitura aracajuana vem a seguir. “Na ocasião, os gestores debateram sobre as tratativas para a formação do consórcio, que culminará na licitação do transporte público das duas cidades, além de Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão. Outro tema abordado no encontro foi o desenvolvimento de ações conjuntas, voltadas para o turismo da capital sergipana e da Barra dos Coqueiros”. Ok, tudo bem, tudo certo. A questão do transporte público é a mais urgente de todas as possibilidades dentre os temas que permeiam a vida, o cotidiano, das pessoas que vivem nessas quatro cidades – coisa de quase um milhão de habitantes, ou quase a metade da população sergipana. E a importância da macrorregião vai além, conforme atesta o próprio prefeito de Aracaju. “A Grande Aracaju detém quase 60% da economia do estado, cerca de 50% dos empregos formais e quase metade da população de Sergipe, então, se os gestores das quatro cidades trabalharem de forma integrada, poderemos fazer mais e melhor para a sociedade, que será a grande beneficiada”. Bom, diante desses dois fatos, a grandiosidade e importância da Grande Aracaju, além da urgência de se licitar o transporte público em comum acordo com as necessidades das quatro cidades, o que salta aos olhos do colunista é a imensa relevância político-eleitoral que a Grande Aracaju possui. E ainda que Edvaldo se feche em copas quando o assunto é 22 – no que está corretíssimo, afinal, inciando sua quarta gestão na capital, falar de eleições agora seria contraproducente, né não? –, é forçoso observar que, caso consiga licitar o transporte e também estabelecer parcerias efetivamente úteis com seus pares prefeitos, é o prefeito de Aracaju que ganhará maior visibilidade e, com isso, poderá montar seu projeto político para o próximo ano ancorado em uma região pra lá de decisiva no resultado final do pleito para governador. Agora, um adendo e um alerta: a Grande Aracaju, sozinha, não ganha eleição estadual; e caso as discussões sobre os problemas dela não resultem em soluções reais, aí, ao invés de ajudar, a Grande Aracaju pode mesmo é atrapalhar as possíveis pretensões de Edvaldo Nogueira em relação ao governo, né isso?

Custo Aracaju

O custo de vida dos aracajuanos apresentou crescimento de 4,14% no ano de 2020, de acordo com dados divulgados pelo IBGE na manhã desta terça-feira (12). O indicador baseado na região de Aracaju, apresentou elevação de 0,91% no mês de dezembro, fechando a elevação de preços em 4.14% anuais no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mais conhecido como inflação. De acordo com estudo realizado pela assessoria executiva do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, das nove variáveis componentes do IPCA, sete apresentaram crescimento anual. Alimentação e bebidas tiveram variação de preços em +15,73%, habitação +3,47%, comunicação +3,25%, transportes +1,95%, saúde e cuidados pessoais +1,90%, artigos de residência +1,85% e despesas pessoais +1,23%. Já os indicadores que apresentaram queda foram vestuário -7,48% e educação -0,82%.

Custo Aracaju 2

O IPCA envolve a variação do custo de vida médio para as famílias com renda entre 1 e 40 salários-mínimos. Portanto a inflação oficial do estado é de 4,14%. Aracaju se posiciona em uma situação considerável diante do cenário nacional, haja vista que o IPCA a nível Brasil foi de 4,52%. Ou seja, o custo de vida aumentou menos que no Brasil. Comparado ao ano anterior, o IPCA se manteve em nível de estabilidade, com elevação de 0,03% diante dos 4,11% de 2019.

Simão Dias em ação

Na manhã desta terça-feira, 12 de janeiro, a Prefeitura Municipal de Simão Dias, juntamente com a Câmara de Dirigentes Lojistas do município, se reuniu com os comerciantes locais, a fim de discutir as ações de prevenção ao coronavírus e o desenvolvimento do município por meio de parcerias entre a prefeitura e o comércio local. A reunião contou com a presença do prefeito municipal, Cristiano Viana, dos vereadores, dos secretários municipais e dos comerciantes de Simão Dias.

Simão Dias em ação 2

Na ocasião, Cristiano Viana admitiu que pretende realizar outros encontros como este, uma vez que propõe uma gestão popular e participativa. “Encontros como este serão frequentes durante a nossa gestão, pois, a administração municipal de Simão Dias será participativa e transparente, para que unidos possamos colocar a nossa cidade no trilho do desenvolvimento”, disse Cristiano e acrescentou “Gostaria de agradecer a Câmara de Dirigentes Lojistas pela parceria na realização da produtiva reunião de hoje”.

FRASE

“Encontros serão frequentes na nossa gestão, pois a administração será participativa e transparente”

Cristiano Viana, pref. de Simão Dias

Em encontro com CDL sobre combate à pandemia

Autor

Anderson Christian

Outras Notícias

voltar para página inicial