MDB em Sergipe: o último a sair que apague a luz!

Anderson Christian

christianjor@gmail.com

Não faz muito tempo que o MDB em Sergipe alcançou os píncaros da glória em termos de posição política no Estado. Aliás, nem é que faça muito tempo. É que foi quase ontem mesmo! Senão, vejamos: em 2014, com a candidatura de Jackson Barreto, o MDB alcançou o Governbo do Estado, no qual permaneceu até abril de 2018, quando o mesmo JB renunciou para se candidatar ao Senado. Aliás, Jackson e o MDB, em Sergipe, tiveram relação antiga. E ainda que o ex-governador tenha tido passagens por outros partidos ao longo de sua trajetória, o MDB sempre lhe foi porto seguro. Mas, nos últimos tempos, a relação não parece ser mais tão boa, embora, da boca do próprio Jackson Barreto, ninguém tenha ouvido, ao menos publicamente, queixas mais severas em relação ao seu, ainda, atual partido. Mas que ele já disse que não deve seguir na sigla em caso de vir a disputar mandato de deputado federal em 2022, isso ele já disse, sim! Mas essa posição de destaque do MDB sergipano tem outro personagem de alta relevância. Trata-se do deputado estadual e presidente da Alese, Luciano Bispo. Ou seja: o MDB tem um seu filiado no comando do Poder Legislativo sergipano. Não é pouca coisa, não! Mas Luciano também está insatisfeito na sigla. E, ao contrário de JB, deu declaração contundente sobre o assunto em entrevista ao semanário Cinform no último dia 1º de março, quando questionado se se manteria filiado ao MDB velho de guerra. “Dificilmente! Se tiver de ficar, eu fico, mas o partido precisa repensar a maneira de tratar seus correligionários. São equívocos que se comete na vida pública que te fazem repensar. O MDB é um partido valioso, nacionalmente, mas tem se equivocado bastante”, disse Luciano, também sem atacar a direção estadual, mas deixando alguma coisa no ar! E agora, mais precisamente na última segunda, 5, a coluna do jornalista Adiberto de Souza publicou a seguinte nota, sob o título de “Portas Fechadas”, na qual a fala é de outro destacado emedebista, extraída, por sua vez, do blog Primeira Mão, do jornalista Eugênio Nascimento. Assim, vamos ao que disse o deputado estadual Garibalde Mendonça. “O MDB sergipano tem tomado decisões às escondidas de seus filiados. A grave acusação é do emedebista e deputado estadual Garibalde Mendonça. O parlamentar disse ao blog Primeira Mão que as decisões do partido “se dão às portas fechadas e com muito pouca presença de filiados”. Segundo ele, dependendo da pauta, a reunião se reduz no máximo a dois ou três filiados: “Não sou chamado faz algum tempo. Essa também é uma das razões do meu desconforto na sigla, e que me estimula a saída se permanecer com essa centralização nas decisões”. Misericórdia!” Vale lembrar que o filho de Garibalde, o vereador de Aracaju Breno Garibalde, concorreu a vaga pelo DEM. E embora a fala de Garibalde alcance as executivas locais, aracajuana e sergipana, a coluna tem informações que nem o comando estadual do partido, a cargo do deputado federal Fábio Reis, anda lá muito satisfeito com o MDB, nesse caso em relação a condução nacional do partido, e que isso estaria desmotivando Fábio e seu irmão, Sérgio Reis, conhecido como grande articulador político, na condução local da agremiação. Entre o que é fato e o que é especulado, uma coisa é certa: o MDB em Sergipe parece estar fadado a se tornar uma espécie de “terra de ninguém” em termos partidários. Mas isso acontecer com um partido que alcançou os mais desejados espaços políticos e neles se manteve até há tão pouco tempo não soa estranho à você, leitor e leitora? Ao colunista soa, sim, estranhíssimo…

Outra questão

Ainda em relação ao MDB e a esse, digamos, desinteresse geral pela sigla da parte de nomes cacifados da política sergipana, vale lembrar que o partido, ainda que já não seja lá a “última coca-cola no deserto”, como vinha sendo nos últimos anos, especialmente no Congresso Nacional, ainda detém uma fatia considerável do Fundo Partidário, o que garante a agremiação recursos generosos para que ele seja gerido em todos os Estados e municípios da Federação. Daí que esse “desinteresse” todo se mostra ainda mais estranho!

Força, Bareta!

A coluna traz informação originalmente publicada no site FaxAju e, desde já, reforça as orações pela pronta recuperação dessa figura ímpar da comunicação sergipana. Entenda a situação. “O radialista Otoniel Amado, o Bareta, de 71 anos de idade, foi internado, nesta terça (6). Ele deu entrada no Hospital Cirurgia apresentando quadro de fadiga intensa.

Força, Bareta! 2

“O comunicador passou por exames que constataram um leve comprometimento dos pulmões. A suspeita é de que ele esteja com Covid-19. Estas informações foram confirmadas por Baretinha, filho mais novo do radialista. Segundo ele, o pai está com quadro de saúde estável, acrescentando que os médicos avaliaram ser mais seguro mantê-lo internado”.

Força, Bareta! 2

Bareta, para quem só o conhece através da mídia, é um cara carismático ao extremo, capaz de emocionar, de fazer com que as pessoas se indignem com a dureza do mundo cão da criminalidade, mas também de fazer as pessoas sorrirem, gargalharem mesmo, como seu bom humor imbatível. Mas é para quem o conhece pessoalmente, como o colunista tem a satisfação de conhecer, que Bareta sempre mostrou seu lado mais fantástico: o cara é de um coração do tamanho do mundo! Por isso, força, Bareta! Com fé em Deus vai dar tudo certo, querido amigo!

FRASE

“Grupos prioritários são definidos pelo MS, mas já solicitei à SES para atender esses sergipanos”

Zezinho Sobral, dep. estadual

Sobre vacinação para Downs, Autistas e seus cuidadores

Autor

Anderson Christian

Outras Notícias

voltar para página inicial