- 11/02/2020 - 08:00

Nitinho faz história na Câmara de Aracaju com concurso público



Anderson Christian

christianjor@gmail.com

Antes de iniciar esse comentário, vale um adendo: o colunista até já tentou vaga efetiva, via concurso, no serviço público. Por falta de talento, de atenção, de tempo, de empenho, de capacidade ou de tudo isso junto, jamais conseguiu aprovação, apesar de já ter “batido na trave” algumas poucas vezes. Mas, no final das contas, isso não gerou frustração e o colunista segue admirando o serviço público, eventualmente trabalhando como comissionado e torcendo sinceramente para que a qualidade de tão importante segmento da atividade profissional evolua sempre, colaborando para que a população seja cada vez melhor atendida. Ditas essas avaliações e informações, focadas basicamente na opinião de quem as escreve, vamos agora ao que interessa: a confirmação do concurso público da Câmara de Vereadores de Aracaju é um fato de extrema relevância. A nota oficial da Câmara é que esclarece. “Já está disponível no portal da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) o edital do Concurso Público da Casa. O documento foi publicado nesta segunda-feira, 10, e contém todas as informações de cargos, período de inscrição e realização das provas – as primeiras da CMA em mais de 30 anos”. Comecemos pela informação contida nesse parágrafo: mais de 30 anos sem concurso na casa legislativa aracajuana! Percebe, leitor e leitora, o quão isso é relevante na composição da informação como um todo? Há mais de três décadas, para exemplificar de forma ampla, o Brasil era absolutamente outro, regido por um ordenamento jurídico que, já naquela época, continha reminiscências da metade do século passado. Em 1988, com promulgação da atual Constituição, quer queira, quer não, o Brasil passou a se permitir a modernidade. E a Câmara da capital sergipana estava, portanto, seriamente fincada no passado e ponto. Mas sigamos com o informe oficial sobre o concurso, que “prevê 50 vagas disponíveis. Destas, 34 são para nível médio e técnico e 16 para nível superior. Os valores da inscrição variam: R$ 55 para as vagas em nível superior e R$ 54 para as demais. A Fundação Getúlio Vargas, instituição renomada no assunto, será a responsável pela realização da prova”. Aqui, foquemos no número de vagas, 50 ao todo. Nada desprezível em tempos de economia que se recupera a passos de tartaruga, quando não de caranguejo mesmo. Mais um ponto para a grandeza dessa realização do poder Legislativo de Aracaju. E tem mais: para acontecer um concurso, é preciso ter uma instituição que organize o certame, aplique as provas, faça as correções e defina o resultado final. É moeda corrente que uma porção de concursos acaba na Justiça por conta da má organização, que por sua vez é culpa, invariavelmente, da empresa ou instituição que esteve responsável pelo evento. Assim, com a definição da Fundação Getúlio Vargas para esse concurso, a segurança aumenta, a tranquilidade dos futuros concorrentes em relação a seriedade do certame aumenta, o número de concorrentes também deve aumentar. Ou seja: tudo concorre para um sucesso ainda maior, inclusive pela qualidade dos que serão aprovados. Afinal, como atualmente existem pessoas que vivem se preparando para esse tipo de disputa, quanto mais gente buscando uma vaga, maior a chance de que quem venha a ser aprovado tenha os predicados necessários para se tornar um grande servidor público. E, por fim, mais um trecho da nota disponibilizada pela Comunicação da Câmara de Aracaju. “Desde a aprovação da realização do Concurso Público, a Câmara Municipal de Aracaju passou por um processo de atualização do cronograma liderado pelo presidente da Casa, vereador Nitinho (PSD). Com isso, houve o ajuste do quadro pessoal da Casa, abrindo espaço para a realização do aguardado certame”. Numa única palavra, o que o presidente Nitinho, junto aos seus pares, fez foi “modernização”. E em tempos em que a turma que ocupa Brasília – vide a infeliz declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao se referir aos servidores como “parasitas” – tenta desqualificar o serviço público e os profissionais nele atuam, Nitinho vai numa desejada e, melhor ainda, necessária contramão. Não se trata de “demonizar” o serviço público por ele ser caro, muitas vezes deixar a desejar em termos de qualidade e, algo pior ainda, ter em seu seio uma turma que se encastela, relega a segundo plano o interesse da população. O que tem que ser feito é modernizar, atualizando as regras, as leis vigentes que definem a atuação dos servidores, bem como oxigenando a máquina administrativa do setor público com gente nova e cheia de disposição. Diante disso tudo, tem como não afirmar que Nitinho Vitale, veerador, presidente da Câmara Municipal de Aracaju, está fazendo história na Casa e deve ser exemplo a ser seguido?

Abrindo caminhos

Na abertura dos trabalhos do Ano Legislativo da Assembleia, o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, falou que a Rodovia que liga os municípios de Tobias Barreto e Riachão do Dantas será reconstruída. Belivaldo anunciou a reconstrução das rodovias após discutir a situação atual no Estado. Segundo o governador, Sergipe tem cerca de 500km de rodovias que estão precisando de reconstrução. As obras serão realizadas em sequência, primeiro na Rodovia João Bebe Água e logo após na Rodovia Tobias/Riachão, e assim sucessivamente.

Abrindo caminhos 2

Após saber pelo governo que a reconstrução será iniciada em março, a prefeita de Riachão do Dantas, Simone Andrade, agradeceu a iniciativa. Simone destacou em suas redes sociais que a reconstrução da rodovia como uma conquista fruto de uma luta de todos. “Estou muito feliz com a notícia que o nosso governador anunciou recentemente na Assembleia Legislativa, confirmando que as obras de reconstrução da rodovia que liga o nosso município de Riachão do Dantas a Tobias Barreto serão iniciadas no mês de março. Essa é uma conquista fruto de uma luta de todos que contou com a sensibilidade de Belivaldo” agradeceu a prefeita

Vai PDT!

A prefeita do município de Riachuelo, Cândida Leite, aceitou o convite para se filiar ao PDT, a partir do mês de março, juntamente com o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira. O anuncio foi feito durante uma reunião onde estava presente o marido da prefeita, secretário municipal, que irá presidir o partido no município, vereadores e demais personalidades, que fizeram questão de participar da reunião, inclusive o vereador Marcondes Hipolito, atual presidente do partido no município e político que influenciou bastante a prefeita nessa decisão. Ao final, o deputado federal Fabio Henrique, anfitrião do encontro, agradeceu a presença de todos e se disse feliz por poder fortalecer mais ainda o PDT.

Definido

Deu no sempre antenado site NE Notícias. “O governador Belivaldo Chagas (PSD) e a vice-governadora Eliane Aquino (PT) recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe. Por seis votos a um, o pleno do TRE cassou os mandatos de Belivaldo e Eliane. O recurso de ambos está no TSE. O relator é o ministro Sérgio Silveira Banhos, nomeado para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro em 2019”.

Pra fechar!

A Doutora em Psicologia (UFRJ), com pós doutorado em Ciências da Saúde (UFS) e Pesquisadora do Laboratório de Biociências da Motricidade Humana na Unit, Camila Vorkapic será a entrevistada desta terça-feira, do programa “Desacelera”, exibido pela Globo News. No programa que vai ao ar às 21h30, a professora da Medicina, Psicologia e Educação Física fala sobre meditação e como essas práticas influenciam na saúde mental. “A proposta do programa é mostrar que é possível desacelerar o ritmo.  A gente sente que as pessoas querem isso, mas não sabem exatamente como fazer. Experimentando técnicas corretas uma boa instrução e as práticas mais apropriadas não tem como não se valer dos benefícios, de levar isso para o dia a dia e responder de forma mais resiliente as situações estressantes”, disse.

Pra fechar! 2

A docente foi indicada para o terceiro episódio da série, que está em nova temporada, por conta de suas pesquisas desde o doutorado na Universidade do Rio de Janeiro (UFRJ) com pacientes que apresentavam quadros de pânico. “O apresentador Pedro Neville revelou que ficou curioso porque sempre que fazia pesquisa relacionada ao assunto na internet o meu nome aparecia. O que para mim foi uma surpresa porque existem vários outros pesquisadores com essa linha de estudo”, confidenciou. O programa foi gravado no Rio de Janeiro enquanto Camila Vorkapic participava de uma banca de doutorado e ministrava curso sobre respiração em saúde mental e toda ciência dessa prática. “Participar de um programa para falar sobre a nossa pesquisa é sempre muito gratificante. É sinal de que, mesmo com todas as limitações para se fazer pesquisa no Brasil, o cientista ainda consegue apresentar resultados. Então, se a produção do programa chegou no meu nome é porque algum impacto esse trabalho apresentou. Isso é muito recompensador”, finalizou.

FRASE

“Almeida não agregou. Pessoas do Diretório de Aracaju se sentiam um pouco incomodadas”

Reynaldo Nunes, pres. do PV/SE

Sobre o partido não ter candidato a prefeito em Aju