Qual a diferença entre tristeza e depressão?

Muitas pessoas passam por um momento difícil na vida que lhes causa tristeza, e acreditam que tiveram uma manifestação da depressão, mas na verdade a depressão é algo muito maior e com sintomas que vão muito além da tristeza.

Você pode estar se perguntando: Mas como eu posso diferenciar a tristeza da depressão?

Bem, depressão é uma doença e tristeza é um sentimento natural.

A tristeza geralmente é causada por um fator externo, um acontecimento ruim. Já a depressão é uma doença causada por questões internas da pessoa. Ela pode ter causa genética ou a desregulação de algum (s) hormônio (s), principalmente hormônio (s) do humor.

Muitas pessoas confundem tristeza com depressão porque algo ruim aconteceu, aquela pessoa ficou triste e a tristeza se prolongou evoluindo para a depressão. Elas também se confundem, porque imaginam que uma pessoa deprimida está sempre triste e chorosa, mas, muitas vezes, -especialmente nas crianças -, a depressão pode se apresentar com outros sintomas e não necessariamente ter a tristeza incluída entre eles.

Os principais sintomas da depressão são:

A tristeza não necessita de tratamento. Ela naturalmente desaparece e a pessoa continua a sua vida normalmente. Quando a tristeza permanece por mais de duas semanas e outros sintomas vão aparecendo, é necessário fazer uma consulta com um (a) psiquiatra. Caso seja diagnosticada a depressão, o próprio médico poderá receitar antidepressivos e é de extrema importância que a pessoa acometida pela depressão procure também o tratamento com um (a) psicólogo (a).

A depressão tem cura, mas precisa ser tratada da forma correta. Muitas pessoas que estão deprimidas costumam se dar alta do tratamento quando começam a se sentir melhor. Este é um grande erro que deve ser evitado. Pense bem: se a pessoa está melhorando é por causa do tratamento, então, largá-lo no meio, não vai deixar a pessoa completamente curada. Sendo assim, o correto é esperar que tanto o (a) psiquiatra quanto o (a) psicólogo (a) deem alta à pessoa, para só assim ela seguir a sua vida sem as medicações e sem a psicoterapia.

Depressão é uma doença séria, não é frescura e muito menos falta de fé.

Este artigo não tem o intuito de ser usado como instrumento de avaliação mental, mas apenas como um informativo para todo o público.

Se você percebe que pode estar com depressão ou se está com dificuldades de lidar com questões da sua vida, procure um (a) psicólogo (a) e não esqueça:

Fazer psicoterapia é o maior presente que você pode se dar!

Autor

Aurea Souza

Outras Notícias

voltar para página inicial