TV Sergipe – 50 Anos (1971-2021)

Há uma relação representativa entre Gilvan Fontes e o confrade Euller Ferreira e a TV Sergipe, pelo menos ao nível de minhas memórias afetivas. Eu cresci com a emissora. Ela de 1971 e eu de 1974. Contemporâneos, ela foi a minha tela para a vida. De onde tive meus primeiros ensinamentos sobre a realidade, sobre as coisas do meu Estado, mas também de meu torrãozinho nativo: Lagarto. Muitas vezes, tema de seus telejornais. Há meio século, a emissora se destaca pela qualidade de sua programação e, sobretudo, seu compromisso com a informação e com a cultura sergipana.

Dez dias antes de sua inauguração, a imprensa sergipana já dava ampla cobertura ao evento. Notas e matérias davam conta da aquisição de equipamentos e dos preparativos para a instalação da TV Sergipe no Estado, informava o então diretor José Alves de Melo. Tudo estava sendo preparado para o dia 15 de novembro de 1971, por ocasião da visita oficial do presidente Garrastazu Médici. Entretanto, ele esteve em Sergipe antes, no dia 9. Na época assim se expressou: “Sergipe é hoje um Estado pequeno em tamanho, mas no futuro será o gigante do Nordeste” (Gazeta de Sergipe, 9.11.1971, capa). A “profecia” do ditador ainda não se cumpriu.

Segundo consta das informações históricas disponíveis e de depoimentos de pessoas que fizeram parte daquele momento, o desejo de se ter um canal televisão sergipano é anterior à década de 70. No início dos anos 60, Irineu Fontes trazia de São Paulo novidades sobre a revolução que as telecomunicações vinham provocando na vida das pessoas, entusiasmando empresários locais e também políticos, a exemplo do Prefeito de Aracaju, Godofredo Diniz (1962-1966).

Logo, não tardou para que outros políticos e empresários também sonhassem com a possibilidade de termos uma TV local ou ao menos uma repetidora, estimulados que foram por Nairson Menezes (1936-2012), entre eles: Francisco Pimentel Franco, Josias Passos, Getúlio Passos, José Alves, Hélio Leão, Augusto Santana, Paulo Vasconcelos, Lauro Menezes e Luciano Nascimento

No dia 11 de maio de 1971, a Gazeta de Sergipe noticiou em destaque de capa a concessão da Presidência da República, em caráter definitivo, do funcionamento da Rádio Televisão de Sergipe S/A. Um marco histórico que abriu caminho para a concretização de um sonho há muito acalentado. Oito dias depois, chegava a Sergipe todo o material necessário para a montagem dos transmissores do que seria o canal 4.

Os meses que se seguiram foram de experimentos, primeiro na capital. Alguns aparelhos já começaram a receber as primeiras imagens da TV Sergipe. Autoridades eram convidadas para conhecer as instalações e conceder entrevistas, que eram gravadas para ir ao ar oportunamente. Também foi o período para se fazer ajustes técnicos e superar todo tipo de problemas burocráticos e até mesmo rumores de que a emissora não iria vingar. Os diretores Josias Passos e Paulo Vasconcelos precisaram se pronunciar a respeito, algumas vezes.

Superados todos os problemas, enfim, a TV Sergipe foi inaugurada. Entre os pioneiros, o apresentador Acival Gomes e entre os primeiros patrocinadores as lojas Huteba. Outros nomes também marcaram esse momento embrionário da empresa, a exemplo de Nelson Souza, Hugo Costa, Reinaldo Moura, Luiz Trindade e o jornalista e político lagartense, José Raymundo Ribeiro, o Cabo Zé, que apresentava o programa “Domingo Alegre”. Entre as mulheres, destaque para Nazaré Carvalho, que marcou a minha infância e a de muito sergipanos com o “Clube Júnior”.

Passados cinco décadas, a emissora ganhou status de TV moderna e empreendedora, sobretudo depois que foi adquirida pela família Franco. Destaque no jornalismo de qualidade, com Susane Vidal, Priscilla Bittencourt e Lyderwan Santos (entre outros), hoje ela também é uma referência para jovens talentos na comunicação, a exemplo da apresentadora Anne Samara e seu extraordinário “Giro Sergipe”. Sem falar em grandes reportagens temáticas, como a última sobre os festejos juninos sergipanos, sob a coordenação de Leandro da Graça.

Parabéns, TV Sergipe!

Autor

Claudefranklin Monteiro Santos

Outras Notícias

voltar para página anterior