ARACAJU/SE, 19 de julho de 2024 , 13:09:01

logoajn1

Escassez de lançamentos imobiliários pode acarretar aumento de preço de compra e venda em Sergipe

 

A procura por novos imóveis em Sergipe segue o perfil nacional e tem sido crescente nos últimos meses, o que pode provocar um aumento dos preços de compra e venda no Estado. O alerta é do presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Sergipe (ACI/SE), Anderson Ramos. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, Aracaju apresentou o menor preço médio por metro quadrado de imóvel do Nordeste em 2023, mas a capital sergipana ainda não possui lançamentos em número suficiente para atender a demanda por imóveis, sejam eles de pequeno, médio ou alto padrão.

De acordo com o presidente da ACI, o reflexo disso já é percebido no dia a dia das imobiliárias que têm trabalhado com fila de espera por imóvel, especialmente para aluguel em determinadas regiões de Aracaju. Além disso, o Índice FipeZAP de Locação Residencial aponta que o valor do aluguel residencial aumentou três vezes mais que a inflação em 2023.

“O preço elevado dos aluguéis também influenciou na compra de imóveis, isso porque diante da situação, a possibilidade de um financiamento acaba dando ênfase ao desejo de adquirir um imóvel próprio. Em muitos casos é possível adquirir um imóvel e pagar parcelas mais baratas do que o próprio aluguel”, explicou Anderson Ramos.

O presidente da ACI/SE explica ainda que a baixa na Selic (taxa básica de juros da economia brasileira), a existência de subsídios e as taxas de juros do Programa Minha Casa Minha Vida trouxeram algumas facilidades para quem busca por imóveis de baixo e médio padrão. “Além das pessoas que buscam esse tipo de imóvel como moradia, temos o público que está aproveitando as facilidades para comprar imóveis para investir. Tudo isso aumenta mais a busca por imóveis com valores até R$ 350 mil”, explicou.

Segundo Anderson Ramos, a expectativa é de que a procura por imóveis de baixo e médio padrão continue alta no próximo semestre. Para ele, é necessário que haja maior oferta desse tipo de empreendimento, o que implica em maiores investimentos em lançamentos por parte das construtoras.

“Há diversos lançamentos, que foram vendidos em quase sua totalidade. Porém, precisamos de mais empreendimentos. Precisamos atender ao público que busca imóvel na planta, mas também pensar naqueles que querem o imóvel pronto. Os lançamentos atendem hoje a uma parcela de clientes e podem atender no futuro aqueles que desejam os imóveis prontos para morar”, alertou.

Por fim, o presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Sergipe destaca a importância da presença do corretor das transações imobiliárias. “O ideal é que a pessoa procure um corretor de imóveis para fazer a simulação e saber se compensa comprar ou alugar. Com o auxílio do corretor, também é possível fazer a própria análise de crédito e entender a viabilidade do financiamento. Vale lembrar que o corretor também poderá apresentar as opções de imóveis que mais se adaptem às necessidades do cliente”, concluiu Anderson Ramos.

Sobre a ACI/SE

A Associação dos Corretores de Imóveis de Sergipe (ACI/SE) foi fundada em novembro de 2019 e atua na valorização dos profissionais do estado. Atualmente, a instituição mantém um calendário anual de ações voltado para a categoria e para comunidade em geral.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Você pode querer ler também