ARACAJU/SE, 19 de julho de 2024 , 11:04:15

logoajn1

Espetáculo Ópera do Milho é destaque da Segundona do Turista na rua São João

 

A tradicional Ópera do Milho do grupo Imbuaça marcou a noite desta segunda-feira (17), na Segundona do Turista, na centenária Rua São João, na zona norte de Aracaju. O espetáculo enalteceu elementos da cultura nordestina, como a devoção aos santos do ciclo junino – Santo Antônio, São João e São Pedro -, folguedos, simpatias, personagens mascarados e quadrilhas juninas.

De acordo com o diretor da peça, Lindolfo Amaral, a Ópera do Milho representa a salvaguarda das tradições sergipanas. “Colocar a faca na palha da bananeira, fazer o nó na ponta do lençol e as promessas pra Santo Antônio são crendices populares que o espetáculo apresenta com uma atmosfera junina. O povo se identifica com a apresentação porque tem um contexto popular”, revela.

É o caso da aposentada Célia Regina, que levou a neta, Daphiny Taires, e a bisneta, Maira Rafaele para assistir à ópera.” A gente tem que prestigiar a nossa cultura, valorizar o que é nosso”, comenta.

Quem também ficou encantada com a apresentação foi a manicure Rosicleide de Santana. “Eu achei tudo muito bonito e diferente, a dança. Essas máscaras chamam bastante a atenção”, afirma. O seu marido, o aposentado Gilson Bispo, também aprovou a apresentação e a programação musical da Segundona. “Achei a apresentação bonita, engraçada, mas gostei bastante das outras atrações também. É um lugar sossegado, com segurança, que se pode trazer a família, e tradicional”, diz.

Aos 77 anos, a aposentada Gildete Oliveira exibe uma excelente disposição para a dança. “Toda semana estou aqui, é uma terapia. Já fiz 14 cirurgias e me sinto bem e feliz quando danço”, ressalta. O amigo e par de dança dela, Manoel Menezes, 87, também não perde a oportunidade de aproveitar a programação da Rua São João. “Gosto de dançar aqui e em todo lugar que tem forró. É um exercício que me dá saúde e eu me sinto feliz”, destaca.

Ainda durante a Segundona, teve show do cantor Marcos Paulo, apresentação da quadrilha junina Alegria de Viver e de Mimi do Acordeon. O evento é uma realização do Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), em parceria com o Centro Social e Cultural São João de Deus.

Campanhas de conscientização

Além da programação cultural e musical, a noite contou também com a entrega de material educativo de duas importantes campanhas de conscientização. Uma delas faz parte do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo a Aprendizagem, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 20ª região. “Como recebemos muita gente de fora nos festejos juninos, e o trabalho infantil pode ser explorado, estamos fazendo essa campanha de sensibilização, pois nossas crianças precisam estudar”, enfatiza o desembargador Thênisson Dória.

Com foco no combate à violação dos direitos humanos, uma blitz educativa foi realizada pela coordenadoria de Políticas Públicas para a População LGBTQIAPN+ da Secretaria de Estado da Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic). “Estamos no mês do orgulho LGBT e também de combate à exploração do trabalho infantil. Temos percorrido vários eventos festivos, conversando com as pessoas e realizando um trabalho educativo”, informa a coordenadora Silvânia Santos.

Fonte: Secom

Você pode querer ler também